quarta-feira, 27 de julho de 2005

Não sei, não vi, não ouvi, não sabia!

Dona RENILDA, esposa do "marqueteiro" mineiro MARCOS VALÉRIO, prestou depoimento ontem na CPMI dos CORREIOS.
Além de incriminar, convenientemente, o ex ministro da casa civil, JOSÉ DIRCEU, no mais, a dona RENILDA seguiu a linha LULA, não sabe, não viu, não ouviu falar!

4 comentários:

Elaine disse...

Acredito que ela não soubesse de tudo, mas...sabe aquela situação de algumas mulheres...não importa de onde venha o dinheiro, e sim, que ele venha. Pois é, ela pode não se cumplice de tudo, mas se não fosse pega continuaria tudo na mesma sacanagem.

LCMarques disse...

Quem se relaciona com o PT pega as manias de não saber o que assina, não saber o que o outro faz, não se lembrar de nada, somente se preocupa com a casa, transfere responsabilidade(?) e não vê o que está acontecendo ao redor. Uma forma lunática de governar.

a Táta disse...

Assisti pela tv o depoimento ,achei coisas estranhas : como uma " simples dona de casa ",que não sabia de nada , sabia os encontros do marido com então Ministro ? até nome do Hotel ,hum ?
Suas lágrimas não me comoveram .
E li hj ela gastou mês passado em compras 100 mil , mas não era que viviam com 60 ? ela falou isso ontem .
Não acredito que uma pessoa seja tão lesa ,que não saiba o que assina , por mais confinaça que se tenha .
Tudo armação .

Ozéas disse...

Muito bens instuída, só foi lá para lembrar que o marido dela quer o dinheiro de volta e que não tem essa de que o "valerioduto" era coisa de dois ou três.
Estou convencido que o único propósito da Renilda era dizer que o Zé estava dentro.