quarta-feira, 20 de julho de 2005

BUCK, outro AMIGO!

Quanta injustiça, quanto preconceito!
Bastou eu postar a foto de um POODLE como meu amigo, para ser alvo de gozações e insinuações maliciosas.
Meu primo RICARDO RAYOL, editor do excelente blog JUS INDIGNATUS (link à direita), disse que esperava que eu tivesse um cão de maior porte.
O OZEAS, editor do blog do mesmo nome (também com link à direita), colocou em dúvida a masculinidade do meu amigo POODLE, que se chama PLUTO e é muito macho, já gerou mais de 60 filhotes com várias fêmeas!
Como bom reprodutor e bom espécime da raça, é recomendado pelos veterinários do bairro!
Por que eu deveria ter um cão de maior porte?
Vocês sabiam que os SAMURAIS em suas horas vagas se dedicavam a escrever POESIAS, à prática do IKEBANA e cerimônias do CHÁ?
Era uma forma de buscar equilíbrio para a vida de treinos e combates mortais que levavam!
De qualquer maneira agora publico a foto de um outro amigo, um DOBERMANN marrom de nome BUCK!
Tenho muitos cachorros (vou publicar as fotos paulatinamente).
Sempre tive muitos cães ao longo da vida!
Acredito que conviver com cães aprimora o caráter, pois são os mais nobres dos animais, são íntegros, fiéis e têm princípios.
Cães acompanham seus donos em qualquer situação, na sarjeta ou na riqueza e são capazes de vigiar o túmulo de seus donos por anos a fio.
Cães nunca atacam pelas costas, olham nos olhos de seus adversários quando lutam, e enfrentam oponentes mais fortes sem recuar.
Sou um cinófilo convicto, defendo a tese de que qualquer cão, de qualquer raça ou mesmo sem raça definida, pode ser agressivo ou não, dependendo do tratamento que lhe dá o dono.
Acho errado culpar os cães pela irresponsabilidade de seus proprietários!
A propósito, o POODLE PLUTO e o DOBERMANN BUCK de vez em quando brigam, nada muito sério, é uma espécie de treino, a questão é que é sempre o POODLE quem começa a encrenca!
É a velha estória do baixinho abusado!

4 comentários:

Elaine disse...

(rs) Eu também ia fazer um comentário maldoso sobre o seu poodle, mas lembrei-me que és um delegado e resolvi não cometer esse deslize. Mas já que tocou no assunto, devo dizer que também achei o poodle um cão muito, digamos, pequenino, para um policial. Penso que nós, "pobres mortais"(rs)temos em nossa imaginação que um policial teria um cachorro grande, imponente, de grande postura, digamos que a altura de seu dono. Não me leve a mal, mas muito do que pensamos vem daquilo que os policiais nos passam. As Vezes, realidade e outras um pouco de Folclore.
Enfim, apesar da brincadeira, pudemos aprender aqui que não importa o tamanho e a raça do cachorro, e sim, sua lealdade, dedicação e a forma como ele é tratado. (E aí, me saí bem no final, ou to fora?)
E antes de ser expulsa, o que é prática do IKEBANA?

Ricardo Rayol disse...

Primo. Nao dava pra resistir em pegar no pé né. Mas sempre achei muito curioso as praticas dos samurais quando nao estavam decapitando alguém. []´s

Augusto disse...

Concordo integralmente com suas opiniões sobre nossos devotados amigos de quatro patas.Atualmente sou dono de um Rottweiler enorme que realmente não pode sair nas ruas porque mete os dentes em bípedes, quadrúpedes ou que vier pela frente.Não há melhor cão para guarda do que o Rott, mas não recomendo para pessoas que nunca tiveram cães, pois podem se assustar com algumas atitudes do animal.

Ozéas disse...

Agora sim,um cão de policial, não um cão policial, muito menos um X-9 de permanente.
abç