terça-feira, 28 de junho de 2005

Vaquinhas de Presépio II - A missão!

Sobre o post "VAQUINHAS DE PRESÉPIO!", o amigo leitor e meu primo RICARDO RAYOL colaborou com informações técnicas.
Meu primo RICARDO também tem um BLOG muito bom, o JUS INDIGNATUS cujo link está na relação à direita.
Meu primo visita meu BLOG, e eu visito o BLOG do meu primo!
Trata-se de uma espécie de cyber nepotismo, e ninguém tem nada com isso, pois não há prejudicados já que não há verbas públicas envolvidas nisso.
Eu e RICARDO temos um acordo! Se um de nós virar deputado, senador ou coisa parecida, jamais irá nomear o outro como assessor, nem pedirá emprego no gabinete do lado.
Também não aceitaremos MENSALÃO, estejam desde já avisados os TESOUREIROS de PARTIDOS!!!
Sentir-nos-emos ofendidos diante de tais propostas e partiremos p'ra PORRADA!
O RICARDO é professor de JIU-JITSU e eu sou faixa preta de KICK BOXING e MUAY THAI, é briga de cachorros grandes!
Mas voltando ao assunto das VACAS, RICARDO RAYOL disse o seguinte:
"Um boi custa em média R$ 865,00.
Daí 21 milhões daria pra comprar 24.277 cabeças de gado.
Sei não, mas me parece boi pra mais de metro.
Se um boi ocupa em média 4,25 m2, o tamanho do brejo deverá ser (apertando muito) 103.177,25 m2. Se os colocassem em fila daria mais ou menos 61 km de comprimento."
E aí eu acrescento:
Se um alqueire de pasto (48.000 m2), é necessário para criar 15 cabeças de gado, 24.277 cabeças precisariam de 1.618 alqueires, ou seja, cerca de 7.776 hectares de pasto, o que equivale a 77 milhões e 660 mil metros quadrados, considerando que um hectare de terra corresponde a 10.000 metros quadrados.
Se os cálculos estiverem corretos, é um tremendo FAZENDÃO!!!
Onde será que o tal publicitário mineiro botou as 24.277 VACAS???

4 comentários:

LCMarques disse...

Pergunta ao Romero Jucá.

LCMarques disse...

Prá porrada eu não chamo, mas um dia farei um desafio prá jogar conversa fora, acredito que os dois tambem devem ser imbatíveis.
Pena que o publicitário investiu tanto e elas foram para o brejo, sem maracujina que dê jeito, né Juca?

Ricardo Rayol disse...

Primo, brilhante raciocinio. Na hora que comentei não me lembrava qual era a area necessaria pra criar uma cabeça de gado! Mas que baita fazendão tchê!!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.