quarta-feira, 29 de junho de 2005

FEBRE MACULOSA pode acabar com este BLOG!

Estou de licença médica até o dia 05 de julho, mas não vou abandonar o BLOG!
No sábado, dia 25 de junho, fui a uma reunião de família na fazenda de um de meus irmãos no distrito de Vargem Grande em Teresópolis.
No domingo à noite comecei a ter erupções por todo o corpo com muita coceira.
Na segunda fui a um médico, que disse que era uma alergia e me prescreveu um anti-histamínico.
Não melhorei, piorei, pois as erupções se alastraram pela região da virilha, cintura e pernas até os tornozelos.
Hoje fui ao serviço médico da Polícia Federal e fui examinado por 3 médicos que não descobriram nada e me recomendaram um especialista em dermatologia.
À tarde fui a um dermatologista caríssimo no bairro de Ipanema, daqueles que não têm convênio com nenhum plano de saúde, o qual descobriu que fui infestado por um tipo de carrapato invisível a olho nú, vulgarmente conhecido por MICUIM.
Por que será que os médicos muito bons não têm convênios com planos de saúde?
Estou tratado e já estou melhorando!
A má notícia é que o tal ácaro é vetor da FEBRE MACULOSA, doença perigosa causada por uma bactéria chamada RICKETSIA RICKETISI, que mata 2 em cada 10 infectados, quando não tratada a tempo.
A tal bactéria ataca as membranas das células dos vasos sanguíneos causando problemas circulatórios.
A mortalidade é grande porque os sintomas são os mesmos de uma gripe, e quando os médicos descobrem que o problema é RICKETSIA já é muito tarde.
O período de incubação é de 7 a 10 dias. Se neste período eu tiver uma "gripe" forte, devo procurar um posto de saúde e solicitar o tratamento específico que é simples e está disponível.
Salvo engano o tratamento é à base dos antibióticos CLORANFENICOL e TETRACICLINA, mas não acredite em mim, procure um médico!
Trata-se de doença de notificação obrigatória. Se o tratamento certo for dispensado desde o início, a cura é tranqüila!
O chamado micuim ou carrapato-pólvora é a larva do carrapato-estrela (Amblyomma cajennense), espécie nativa do Brasil e muito comum nas regiões Sudeste e Centro-Oeste.
É muito comum se observarem nos pastos, entre abril e julho, verdadeiros bolos de micuins sobre arbustos, à espera de um hospedeiro. Quando um cavalo, um animal silvestre ou mesmo o homem esbarram no local, as larvas aproveitam para se instalar.
Se você for passear num local silvestre, use calças compridas de preferência com botas e as pernas da calça bem fechadas nos canos das botas, se possível com fita adesiva.
Se você desconfiar de infestação por carrapatos, vistorie seu corpo de 3 em 3 horas, pois o carrapato precisa de 4 horas preso ao seu corpo para inocular a bactéria RICKETSIA.
Nem todo carrapato está contaminado pela bactéria, mas os que estão, a transmitem na forma transovariana, ou seja, por várias gerações de ácaros!
Essa estória de que contato com a NATUREZA é saudável, é pura balela, a natureza pode ser muito hostil e perigosa!
Estou colocando este post porque acho que a informação pode ser útil a muita gente.
Normalmente achamos que ser picado por um carrapato é uma bobagem (eu mesmo achava isso), mas não é bobagem e pode ser mortal!
O especialista que me atendeu e descobriu o problema declarou que na semana passada cinco pacientes que o procuraram tinham o mesmo problema.
Fique esperto!

6 comentários:

COP disse...

Tem capivaras nessa fazenda?

A capivara é um dos maiores disseminadores do carrapato transmissor da febre maculosa.

Aqui em Campinas tem ocorrido muitos casos.

Que me desculpe a nossa querida Cora mas capivaras e humanos devem guardar distância.

Como se dizia antigamente,

Estimo as melhoras.

elaine disse...

Melhoras ao Delegado!
Ilustríssimo, apesar da natureza ser hostil, não tem nada melhor do que andar no meio do verde. Quando tenho a oportunidade de conviver com a natureza, volto revigorada.
de qualquer forma, prometo ficar longe dos carrapatos.
(impossível não falar(rs))
Dizem os mais antigos que quando a sua casa é infestada por carrapatos é porque o ambiente está com energias negativas e depois que eles vão embora o ambiente fica mais leve e harmonioso.
Bem, tomara que essa bactéria causada pelo carrapato lhe deixe mais tranquilo, harmonioso e com mais saúde de que quando ficou dodói.
Affe! Eu vou ser presaaaaaaaaa!!
Adeus gente!
Sds

Ricardo Rayol disse...

Primo, sei bem o que é ficar penando atrás de médico por não termos um diagnóstico preciso. Melhoras.

Anônimo disse...

Que a febre maculosa não nos atinja!!! Voltei ontem de uma aldeia indígena e estou com o mesmo sintoma, erupções pelo corpo (principalmente nas pernas e coxas) que coçam muito. O médico de Ipanema receitou o quê para você? Quanto tempo demorou para vc. perceber as melhoras?

Na próxima ida ao campo vou levar na bagagem um inseticida, o micuim é realmente uma praga!

Mauro
brtropic@hotmail.com

Antonio Rayol disse...

O médico me receitou REVECTINA e ALERGOLON.
O REVECTINA em 3 horas mata qualquer coisa que esteja sugando o sangue do paciente.
Mas não se auto medique, procure um médico.

Anônimo disse...

Fui ao sítio de um amigo, e estou com os mesmo sintomas, só que pelo corpo todo,erupções e muita coceira,estou usando medicamentos a 04 dias e ainda não tive resultados,será que devo comentar sobre este medicamento usado pelo senhor, talvez seria bom para mim também.