quinta-feira, 10 de maio de 2007

Como se DESVIAR das "balas perdidas"!!!

Em 31 de janeiro de 2007 postamos um texto intitulado BALAS PERDIDAS E ACHADAS!, onde comentamos, entre outras coisas, que os jornalistas da TV GLOBO haviam pesquisado os casos de balas "perdidas" no ano de 2006 e descobriram que foram 176 casos, quase uma vítima dia sim, dia não!
Agora, no ano de 2007, por causa da “batalha” da Vila Cruzeiro, estes infelizes números devem ter sido sobremaneira engordados!
Na verdade balas perdidas são aquelas que não acertam ninguém, no caso estamos falando de balas que foram “achadas” por vítimas indefesas!
Em qualquer país sério do mundo as autoridades da segurança pública deveriam estar empenhadas em colocar um ponto final no problema.
Aqui no Rio de Janeiro, a operação policial na Vila Cruzeiro que já dura mais de uma semana, e que já provocou ferimentos e mortes em mais de trinta pessoas inocentes é classificada pela polícia como “um sucesso”, embora não tenha conseguido prender seus alvos.
Imaginem se a tal operação merecesse ser classificada pelas “otoridades” como um fracasso!
As “otoridades” defendem-se dizendo que a culpa pelas “balas perdidas” é dos bandidos...
Então está bom, ficamos aliviados com tal explicação!
Só quem não deve ter gostado são as vítimas e seus familiares!
Mas isso é apenas um detalhe irrelevante!
As vítimas das “balas perdidas” devem ser os tais danos colaterais inevitáveis em qualquer guerra!
Pressionado por jornalistas, o comandante da polícia militar carioca parece confessar sua impotência em resolver o problema porque resolve instruir os cidadãos da cidade a se defender das “balas perdidas”.
Segundo o comandante da PM, em caso de tiroteio, os cidadãos devem manter a calma e procurar identificar de onde partem os tiros e, então procurar um abrigo seguro!
Não!!!
Vocês não leram errado!
Foi isso mesmo que disse o comandante da PM carioca!
As armas de guerra usadas hoje pelos traficantes de drogas cariocas são capazes de disparar tiros com tal velocidade, que alguém atingido por uma dessas balas, sente primeiro o impacto e somente depois ouve o som do disparo.
São projéteis com velocidade supersônica, mais rápidos que a velocidade de propagação do som.
Se a bala atingir um ponto mortal o sujeito pode morrer antes de ouvir o barulho do tiro!
A idéia de que alguém possa ser capaz de manter a calma e “ver” de onde partem os tiros é de um absurdo inacreditável!
A foto que ilustra este post é de uma cena do filme MATRIX, produção da Warner Bros de 1999, nela, o personagem NEO (interpretado pelo ator Keanu Reeves), se desvia de tiros disparados contra ele.
O filme MATRIX é uma ficção científica que aborda um mundo virtual, onde os personagens são capazes de “aprender” a se desviar de balas!
No Rio de Janeiro atual, “mundo virtual” é a segurança pública!
No mundo real carioca, as pessoas são feridas e mortas por “balas perdidas” quase diariamente!
Alguém precisa lembrar aos encarregados pela segurança pública que o dever deles é ACABAR com o problema das “balas perdidas”, e não “ensinar” aos cidadãos-contribuintes a impossível e cinematográfica “técnica” de como se desviar delas!

5 comentários:

Adilson disse...

A quem toda essa desordem favorece? Quem esta lucrando com isso? Logo, logo os policiais vão esta respondendo por essas “balas perdidas” como sempre. O desGoverno Federal enviou a FNS, e disse que fez a sua parte, que é a logística, mas disse que o comando operacional e do Estado (o Estado comandando tropa Federal?), logo se der errado, e em minha opinião já deu, a culpa é do Estado que não soube fazer o planejamento e o uso correto dessa tropa. Enquanto isso a bandidagem mostra a sua superioridade no complexo do alemão. Até agora só soube da morte de Policiais e cidadãos inocentes.

LCMarques disse...

E o Governo Estadual aumentou a rede de atendimento, com alarde, para os feridos.
Em vez de diminuir a violencia vamos atender mais feridos. É ou não é o reconhecimento da vitória da criminalidade, da insegurança, da pouca vergonha dos nossos políticos...

Alice disse...

Então tá "realiza Carolina " ( lembra que era do Zorra Total ,o tolerância zero ) , vamos andar com uma plaquinha : Bala ,Pare e Identifique-se e calmamente vc faz um Tai Chi no meio do tiroteio , ao som de balas zum..zum...zum...
Achei tão meigo,me poupe, só pode ter surtado ...

Alexandre de Sousa disse...

Como desviar eu não sei, mas é possível saber como se comportar nessa situação, para não ficar que nem cego em tiroteio:

http://www.diariodeumpm.net/2007/03/22/como-se-comportar-numa-situacao-de-troca-de-tiros/

Adilson disse...

"Deus exigirá satisfações de traficantes", diz papa

Agora os traficantes estão apavorados.