quinta-feira, 17 de novembro de 2005

A voz da SABEDORIA!


Ocupar o cargo de presidente da república tem suas vantagens.
Permite que um cidadão que só estudou até a quinta série do ensino fundamental (por exemplo), discurse na abertura da 3ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.
E aí... Discorra sobre coisas das quais provavelmente, não entenda patavinas!
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou ontem, quarta-feira, os professores que não procuram se aprimorar e afirmou que alguns deles é que precisam de reforço escolar, e não os alunos.
Segundo Lula, se um aluno assiste a três aulas sobre a mesma matéria e não aprende, o problema é do professor.
Se os professores são mal pagos, desestimulados, e sem condições, até econômicas, de se aprimorar, e se os alunos podem estar com a barriga vazia, e aí fica difícil prestar atenção em qualquer coisa, tudo isso são detalhes.
Para se aprimorar, professores precisam de salários dignos que permitam (além de sua sobrevivência básica), que invistam na aquisição de conhecimentos com a compra de livros por exemplo e com tempo para estudar.
Tempo que os professores não têm porque precisam de mais de um emprego para se sustentar porque os salários são muito baixos.
Mas tais considerações são apenas mais alguns detalhes irrelevantes para o mais alto mandatário da Nação!
O importante é o "nosso guia" exercer sua verborragia falando sobre educação, e sobre professores, coisas das quais é "profundo conhecedor"!
Foi o que o povo brasileiro resolveu escolher em 2002!
Tivemos no segundo turno, a opção JOSÉ SERRA (de quem não gosto, mas em quem votei com base na teoria do menos ruim), que já leu muito mais do que o atual presidente (que já confessou que nunca leu nenhum livro sequer).
Vamos torcer para que em 2006 seja diferente!

5 comentários:

Ozéas disse...

O que esperar de um mandatário que diz que o diploma mais importante de sua vida é de torneiro mecânico; que não sabe a razão de um juiz de direito ganhar mais que um cortador de cana; que tem como ministro da cultura um cidadão que não sabe dar um clique no mouse para acionar um programa, durante o lançamento de uma campanha de inclusão digital.
Nivelamos por baixo, muito baixo.
Abç

Ricardo Rayol disse...

quando li essa matéria fiquei tão pasmado que nem conseguir postar sobre o assunto consegui. Você conseguiu resumir de forma cabal a opinião que passou pela minha cabeça. além das que não posso escrever por ser um cara muito educado.

Anônimo disse...

VANTAGEM DE SER PRESIDENTE É PRA ELE. PRA NOS, É A MAIOR DESVANTAGEM!!MINHA ESPERANÇA É QUE, APOS O AVENTO DO BOB GEFERSON, EM QUE A SOCIEDADE PASSOU A SER MAIS CONHECEDORA DAS MAZELAS PERPETRADAS PELOS NOSSOS "REPRESENTANTES", NÃO PERMITAMOS MAIS QUE ESSES ESTELIONATÁRIOS NOS ENGANE. AS REGRAS TÊM QUE SER MUDADAS, NÃO PODEMOS ADMITIR QUE UM CIDADÃO DIPLOMADO PARA NOS REPRESENTAR, UTILIZE DESTE direito em beneficio proprio, agindo conforme suas conveniencias e sem o respaldo daqueles que o elegera.
1-Voto distral, já.
2-Poder de destituir o representante quando comprovado o não cumprimento de suas propostas....
Inclusive o Presidente!

tunico disse...

Pois é, Dr. Rayol.Pois é.Que triste.Que pena.Que vergonha...

Helena disse...

Ozéas, elementar meu caro!
Temos por hábito, julgar as pessoas (atitudes) por nós. Se o indivíduo não tem formação, qualificação, não valoriza nada. Se nunca levantou o bumbum para estudar, é normal que não valorize quem estude.Se sempre foi desonesto, é normal que ache correto a roubalheira em ser.