quarta-feira, 2 de novembro de 2005

Estudar pr’a quê?

HARVARD UNIVERSITY
O jornal britânico “The Times” elaborou um ranking das 200 melhores universidades do mundo.
A única representante da América do Sul é a USP (Universidade de São Paulo) na rabeira da lista em 196º lugar.
Entre as 200 entidades é marcante o predomínio das universidades norte americanas, só para se ter uma idéia, entre as 10 primeiras, 7 são dos EUA.
Em primeiríssimo lugar a Universidade de Harvard (fundada em 1636), onde se formaram vários presidentes americanos, entre os quais o atual, GEORGE WALKER BUSH, diplomado lá em 1975 em Administração.
Mas como todo mundo sabe aqui no Brasil, George W. Bush é uma “besta”, e esta lista não significa coisa alguma pois afinal de contas os americanos não sabem votar, por isso elegeram BUSH duas vezes para presidente.
Aliás os americanos ainda votam em cédulas de papel, deveriam aprender conosco, que votamos em urnas eletrônicas e elegemos um cidadão que parou de estudar na 5ª série.
Nós, brasileiros, é que sabemos votar!
Aqui no Rio de Janeiro realizamos uma dupla façanha, em 1998, elegemos para governador um cidadão que só tem o primeiro grau, não satisfeitos, em 2002, elegemos a mulher dele, que também só tem o primeiro grau.
Por isso não precisamos de boas universidades, elas não nos fazem a menor falta.
E antes que alguém venha dizer que os cidadãos acima citados não estudaram mais por falta de oportunidade vamos lembrar que são muitos os exemplos de gente que procurou se instruir depois de bem adultos.
O sindicalista VICENTINHO por exemplo, se formou em DIREITO há pouco tempo atrás, CANINDÉ PEGADO, outro sindicalista paulista, é meu colega de turma de doutorado.
A questão se situa entre a preguiça e a força de vontade.
Quando o sujeito confia demasiadamente em sua capacidade de “cascatear” e “enrolar” todo mundo, acha mesmo que não precisa estudar.
Estudar pr’a quê? Se o povo é mais burro que eu!

5 comentários:

Augusto disse...

Aqui no Brasil é prejuízo estudar.O cargo mais importante da nação só precisa ter 35 completos, mais o título eleitoral.Os melhores assalariados são jogadores de futebol e apresentadores de péssimos programas de tv.Fica difícil alguma criança pobre querer estudar, além dos exemplos o incentivo é zero.Quanto a Johnnie Walker Bush pelo menos se esfoçou para concluir a faculdade, mesmo sendo frustrado e porrista.

helena disse...

Delegado, parabéns!
Esta acertou em cheio!
Tem pessoas que dizem que não tiveram tempo, outros que não tinham dinheiro! Mas o que vale em tudo isto é a vontade. Quando se tem vontade, nem precisa ser inteligente.
Eu estudei (cursei 2 faculdades e uma pós-recente), sempre trabalhei e paguei os meus estudos.
Conheci, um senhor que se formou para advogado com 70 anos (no Paraná).
Isto é belíssimo!

Aluizio Amorim disse...

Essa história que não tem tempo, que custa muito caro, que...que...é tudo mentira. A maioria não estuda por preguiça e ausência de cérebro. Aliás, esse é um problema da humanidade. Calculo que 99% da humanidade é constituída de medianos para baixo. Não fosse assim, teríamos a cada ano o nascimento de um Einstein, um Freud, um Weber...
E com a política educacional do PT, estaremos contabilizando mais alguns pontos para baixo, Essa matéria que vc coloca mostra bem o que realmente é o Brasil.
Convido-os a visitarem o meu blog. Nasceu há um mês...
Abs
Aluízio Amorim
http://oquepensaaluizio.zip.net

Alice disse...

Não aceito isso de não ter condições de estudar ,hj tem Telecurso pela Tv, só acordar cedo e se inscrever no final do ano ( gratuito, pelo menos no Estado de SP ).Aqui na minha cidade tem curso de suplencia do 1º e 2ºgrau , com professores tirando dúvidas , da matéria estudada do dia e fazem prova na hora elimando as matérias , o único que parece não saber é o nosso Presidente , escola tem , o que ele parece não ter é vontade de estudar .

Nemerson Lavoura disse...

Perfeito, delegado. Excelente post !