sexta-feira, 19 de outubro de 2007

JABUTICABAS e outras coisas exclusivas do BRASIL!

Há algumas coisas, a exemplo da JABUTICABA, que só existem no BRASIL!
Uma delas, é a mania nacional de escolher uma expressão e usá-la de forma irresponsável e exaustiva, até que fique completamente desmoralizada!
Nos anos 80, a expressão ommertà entrou na moda no Brasil!
Era uma palavra italiana que designava a lei do silêncio que garantia a impunidade dos membros da máfia siciliana.
Pois bastou um chefão mafioso ser preso no Brasil para a ommertà ser desmoralizada.
Tommaso Buscetta resolveu violar a secular lei do silêncio e "entregou" todo mundo!
A ommertà foi desmoralizada no Brasil!
Já mais recentemente, em idos de 2003, o então ministro da justiça colocou na moda o termo "republicano", e tudo passou a ser "republicano".
Tudo no Brasil passou a ser, então, "republicano".
Bastava surgir uma denúncia de roubalheira no governo, para que alguma "otoridade" se apressasse a dizer que a denúncia era mentirosa, que a tal licitação havia sido "republicana"!
Daí que o mensalão foi "republicano", o escândalo das ambulâncias superfaturadas foi "republicano" e, dizem, que até o FERNANDINHO BEIRA MAR teria afirmado que suas atividades como traficante de drogas eram "republicanas"!
A expressão "republicana" só saiu de moda depois de ser irremediavelmente desmoralizada!
O termo que está na moda e anda sendo desmoralizado no Brasil, ultimamente, é "inteligência policial", pois tem sido usado para classificar as mais desastradas operações policiais de que se tem notícia no mundo!
A polícia realiza uma operação que termina com o saldo macabro de 15 mortos e as "otoridades" da segurança pública vêm a público para afirmar que a ação foi "um sucesso" graças à "inteligência policial"!
O VOX LIBRE pergunta:
Se a ação policial não fosse "inteligente", quantos seriam os mortos?
Em qualquer lugar do mundo civilizado em que uma operação policial terminasse com 15 mortos, o chefe de polícia seria sumariamente defenestrado do cargo.
Aqui no Brasil, o tal "chefe" é incensado e prestigiado!
Se os 15 mortos eram bandidos, supostos bandidos, policiais ou cidadãos inocentes, é um "detalhe" irrelevante!
O fato é que a polícia, ao menos em países civilizados, existe para preservar a vida, seja de quem for!
A polícia não é, nem pode ser, uma força de extermínio!
Para quem acha que uma ação policial que termina com o saldo de 15 mortos está no caminho "certo", o VOX LIBRE sente-se na obrigação de alertar que não sabemos aonde o atual rumo dos acontecimentos vai nos levar, mas temos a absoluta certeza de que não será a nenhum lugar bom!!!
O VOX LIBRE voltará a abordar este tema em posts futuros!

Um comentário:

De ação pontual em ação pontual, o atual governo está construindo uma reta social para o abismo... disse...

Sugiro ao bloqueiro webmaster do VOXLIBRE: Elaborar, editar e distribuir o "Pequeno Enorme Dicionário de Termos Enrolativos Brasileiros"!!!

"ommertà"
"republicano"
"inteligência policial"

Lembrei de um outro termo... "ação pontual"! "Tratou-se de uma ação pontual","fizemos apenas uma intervenção pontual"...

Daqui a pouco, alguém vai dizer que a operação que matou 15 foram ações pontuais, previstas e planejadas contra aqueles que estavam tanto devida como indevidamente na linha de fogo das armas utilizadas na instrumentilização da operação...