sexta-feira, 27 de abril de 2007

Decidindo não ser VÍTIMA!

Pode até não parecer, mas este post tem tudo a ver com o post do último dia 24, um texto do filósofo OLAVO DE CARVALHO que tratava do "treinamento para vítimas"!
O caso não mereceu muita atenção da grande mídia, mas aconteceu em uma favela do município de Itaboraí no último dia 26!
Um pedreiro de 61 anos, durante a madrugada, percebeu um movimento suspeito do lado de fora de sua casa.
Pela janela, percebeu três agressores armados!
O pedreiro de 61 anos, decidiu que não seria VÍTIMA!
Armou-se com uma foice!
Quando os agressores iniciaram a invasão de sua casa, o velho pedreiro não teve dúvidas, baixou a foice a torto e a direito sobre os agressores, ferindo-os, colocando-os em debandada!
Os agressores contavam com uma vítima conformada com seu papel de presa!
Os agressores não esperavam uma vítima disposta a confronto.
Apesar de sua vantagem com armas de fogo, os agressores, surpreendidos com a reação da "vítima", alguns feridos, pusram-se em fuga e foram capturados pela polícia!
A lição que resta é que só é vítima quem quer ser VÍTIMA!!!
O velho pedreiro de 61 anos decidiu que não seria VÍTIMA!!!
Os traficas do local decidiram matar o velho pedreiro pela suspeita de que ele estaria dando informações à polícia!
Verdade ou mentira, o velho pedreiro, munido de sua foice, resolveu "falar" aos agressores na única linguagem que eles conhecem!
A linguagem da "porrada"!
É isso aí!
Via de regra, criminosos são covardes, só decidem atacar quando pensam que não sofrerão reação!
Diante da mínima força contrária, batem em retirada!!!
Meu velho pai já dizia:
Vagabundo gosta de moleza, caso contrário, iria TRABALHAR!!!

3 comentários:

LCMarques disse...

Sempre fui contra a mídia enfatizar o 'passivismo' em caso de abordagem por ladrões. Claro que a prudência será a melhor forma de avaliar o que fazer, mas não podemos dar ao criminoso a certeza do nosso medo.
Existem hoje uma grande quantidade de assaltos utilizando armas de brinquedo e isso é fruto da certeza por parte dos criminosos que a população está refem deles.
Vamos deixar que o nosso instinto de defesa fale mais alto, saberemos quando poderemos reagir ou pelo menos quando a situação permitir.
O que não pode é o criminoso falar para não reagir porque deu no Jornal Nacional que é assim que devemos agir...

Adilson disse...

Concordo plenamente que devemos deixar de lado esse papel PATÉTICO de vítima, seguindo o exemplo desse “velho pedreiro de 61 anos”, como eu você também sabe o quanto são covardes e FROUXOS esses vagabundos. Mais infelizmente o cidadão de bem deve se preocupar com nossa inJUSTIÇA, pois muitas vezes se deixa levar pelas ONG’s, VIAVA RIO, IGREJAS, etc... que insistem em defender BANDIDOS.

Anônimo disse...

É...o meu pensamento sempre foi este.O que deu mais raiva qdo entraram aqui em casa no final do ano passado foi a covardia.Eles estavam em 5 dentro e 1 fora para fazer refém 3, eu , meu marido e meu filho. E ainda estrategicamente nos tornaram incomunicáveis, colocando cada um em um canto afastado da casa.Pura técnica de tortura.Eles sabem que são mais fracos e é bom terem medo mesmo pq a sociedade está saturada!