segunda-feira, 19 de março de 2007

Mais turistas assassinados!!!

Mais um turista estrangeiro foi assassinado no Rio de Janeiro, aconteceu hoje à tarde na rodovia Presidente Dutra (que liga o Rio de Janeiro a São Paulo), na altura do município de Japeri.
A vítima foi um músico francês que viajava de ônibus integrando um grupo com outros franceses, passeando em terras muito perigosas!
O ônibus parou no acostamento para trocar um pneu furado quando dois adolescentes em uma motocicleta, que “caçavam” nas redondezas, resolveram assaltar os turistas.
A vítima teria reagido, foi baleada e morreu, enquanto os “meninos” fugiram sem levar nada!
Fazer turismo no Rio de Janeiro hoje, é uma aventura arriscada, é como atravessar a savana africana a pé, fotografando leões e carregando um embornal cheio de bifes frescos.
Se não for devorado pelos leões é pura sorte!
Com isso, a imagem do Brasil no exterior vai se transformando num verdadeiro escândalo, logo logo, estaremos perdendo turistas para Bagdá!
Em fevereiro deste ano, três franceses foram assassinados a facadas no Rio de Janeiro, na sede da organização não governamental em que trabalhavam, a Terr’Ativa!
Tal ONG se dedicava a realizar um trabalho social com menores de rua.
Os três assassinos foram presos praticamente em flagrante, no momento em que deixavam o prédio, e todos tinham ferimentos de faca nas mãos (houve luta com as vítimas), e estavam sujos de sangue!
Segundo as investigações da polícia, um dos assassinos trabalhava para a ONG e foi o mentor do crime.
Tal indivíduo era um dos amparados pela ONG, teve seus estudos pagos ao longo de anos, inclusive faculdade, e era pessoa de “confiança”.
A “confiança” era tanta que resolveu desviar dinheiro da ONG em proveito próprio, e quando percebeu que o roubo seria descoberto, optou pela solução mais simples para seu “problema”: matar todo mundo e incendiar o local para eliminar as provas de seu crime.
A policia encontrou uma garrafa de álcool no local e o planejado incêndio só não se consumou porque o trio de bandidos se esqueceu de levar os fósforos!
O secretário de segurança carioca esteve no enterro dos três franceses e deu uma declaração interessante: elogiou o trabalho da ONG e afirmou ter certeza de que o trabalho social por ela desenvolvido era a solução para o problema da criminalidade!
Parece que ninguém contou para o secretário que os franceses foram mortos justamente por um dos “excluídos” a quem ampararam!
O trabalho de assistência social é importante, mas cautela e caldo de galinha nunca fizeram mal para ninguém.
Há um velho provérbio espanhol que merece aqui ser lembrado:
Cría cuervos y te sacarán los ojos!!!

4 comentários:

augusto disse...

Acho louvável a atitude do secretário de segurança ir aos enterros confortar as famílias vítimas da violência, mas a freqüência com que ele tem ido seu nome deveria ser trocado para Dr.Urubulino. Pelo menos deveria ser feita uma consulta ao Guiness para ver se ele bateu o recorde de ida a enterros, cremações e afins.

Anônimo disse...

Covardia é um dos traços marcantes dos criminosos.

Sem arma na mão, todos esses assassinos viram franguinhas, choram.

Depois do crime descoberto lá vem amãe dizendo mentiras e atenuantes em favor do "filhinho', que até uns tempos antes era um bom menino. Não acredito que uma mãe (ou o pai) não perceba que o filho já está cometendo crimes. Só não entendo porque os pais insistem em não "perceber" e com isso, não ter que tomar alguma atitude corretiva.

A criminalidade seria menor se a degradação familiar não tivesse atingido tão vergonhoso estágio.

E políticos e governos só na demagogia, prometendo e caçando votos com esmolas.

Anônimo disse...

Sou uma estrangeira vivendo no Brasil e estou cada vez mais chocada sobre a criminalidade que parece crescer enquanto todo o mundo só esta olhando. Talvez, haverá um escândalo nas midias da Europa e talvez uns vão pensar que o Brasil é violento demais para tirar férias. Mas um escândalo poderia até ajudar combater a criminalidade (que não tem só nas cidades grandes!). Claro isto significaria menos turistas da Europa e talvez uma pressão dos governos da Europa para reagir. Mas com isso talvez os politicos, as prefeituras e companias de turismo fariam de verdade uma coisa para diminuir a violência. É possível como mostram os exemplos de Miami e Nova York.

CAntonio disse...

Caro Rayol,

E o governo vai investir em publicidade (Viva a Publicidade!) na França para atrair os turistas.

Em menos de um mês, já perdemos a oportunidade da boa publicidade feita por 4 francêses que perderam a vida neshhhti paizzz.

SDS