domingo, 30 de outubro de 2005

SARAMAGO leu ORÍGENES LESSA?



Da seção LIVROS da REVISTA VEJA desta semana:
"Em seu novo romance, AS INTERMITÊNCIAS DA MORTE, o português José Saramago fala sobre um país fictício cujos habitantes deixam de morrer.
Passado o júbilo inicial, surgem os problemas:
as funerárias têm prejuízo, assim como as seguradoras, e os hospitais e asilos ficam superlotados."
A questão é que em 1948, o nosso ORÍGENES LESSA lançou um romance intitulado A DESINTEGRAÇÃO DA MORTE, que aborda exatamento o mesmíssimo tema, com enormes semelhanças no desenrolar da trama.
Será coincidência?
Ainda não li o novo livro de SARAMAGO e acho que não vou ler, porque o que já li dele, achei muito chato e cansativo.
Do nosso ORÍGENES LESSA li quase todos os seus livros e ele é um autor brilhante!
A propósito, o nosso ORÍGENES LESSA é o da direita.

3 comentários:

Alice disse...

Não conheço as obras de José Saramago .

Marco Santos disse...

Não conheço esse do Lessa. Neste final de semana, li as resenhas do "Intermitências..." e fiquei curioso para comprar o livro. Pessoalmente, não acredito em plágio. Acredito mais em coincidência. Não dá para acreditar que o Saramago iria chupar descaradamente um livro do Orígenes Lessa...

Augusto disse...

Essa badalação em torno do Saramago é só porque ele é comunista de carteirinha.Claro, o cara escreve bem, mas se fosse de direita ou centro- esquerda nunca teria ganho prêmio nobel.Não ser de esquerda hoje em dia insulta os "politicamente corretos", é ser do mal.Nisso os comunas têm competência, incutiram na cabeças de todos, que ser comunista é ser honesto,ético ou seja, quase a reencarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo na Terra.