sábado, 29 de outubro de 2005

MARADONA e GEORGE WALKER BUSH!

Maradona chama Bush de assassino em programa de televisão em Buenos Aires.
O ex-jogador Diego Armando Maradona participou na noite desta quinta-feira de um programa especial da televisão cubana ao lado de Fidel Castro e voltou a manifestar integral apoio ao regime cubano.
Disse que para ele, Fidel é um "Deus" e que voltará a Cuba depois de concluir o seu trabalho no Canal 13.
Aproveitou, e atacou Bush.
Como é possível apoiar um ditador (FIDEL CASTRO), há 50 anos à frente de uma sanguinária e cruel ditadura e atacar o presidente da mais antiga e estável democracia do mundo (os EUA).
Quer gostem ou não, GEORGE WALKER BUSH foi eleito pelos cidadãos do país que preside.
Só mesmo da cabeça de um declarado consumidor de drogas poderia sair uma bobagem dessas, e a mídia ainda amplifica a voz desse IDIOTA!
GEORGE BUSH deve estar PREOCUPADÍSSIMO com a opinião de MARADONA!!!

15 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Antonio Rayol,

O pior de tudo é a capacidade que Maradona tem de influenciar o povo argentino, o qual está sempre em busca de idolatrar personalidades públicas. O efeito desta declaração entre os jóvens argentinos será muito nefasto. E com isso a América Latina cada vez mais se distancia das democracias que queremos implantar

Augusto disse...

É uma pena um cara que jogou um bolão como o Maradona fale tanta merda.O pó teve ter fritado seus miolos!Ainda mais apoiar um regime comunista falidão, onde seus cidadãos são obrigados a permanecer no país, este é o sonho do nosso presidente para o Brasil.Não é possível, lá em Cuba a cocaína devia ser liberada para ele, por isso que ele gosta tanto de lá.Quanto ao americano é temeroso que: frustados,recalcados,incompetentes e bêbados tenham acesso a armas nucleares, se fosse um cidadão qualquer não teria importância, seria apenas mais um borra-botas no mundo.

Elaine disse...

Ele apóia porque não vive lá. E passar lá uma temporada com mordomias é muito fácil. O difícil é viver com as dificuldades do povo cubano.
Sds...Elaine

Ricardo Rayol disse...

Mas o Bush vai com certeza colocar o maradona na lista de terroristas. Considerando que ele é uma bomba faz sentido

VIVA OPT disse...

pessoas questionam essa nossa obstinação na defesa de José Dirceu. A questão não é apenas a confiança que temos no companheiro Dirceu. O mais grave, é o perigoso e inaceitável precedente que se vai abrir de começar a cassar as pessoas não por suas possíveis faltas, e sim por suas idéias, sua história, ou mesmo por vingança. Quem tem a memória do que é viver numa ditadura, sabe o perigo que processos como esse representam para a democracia. Quando José Dirceu luta como um gigante na defesa de seu mandato, ele está prestando um serviço sem precedentes à democracia brasileira, e ele vai contar com o meu apoio até o fim.

Estou apenas registrando os nomes dos linchadores no meu caderninho, pois estes nunca mais terão o meu respeito para nada. É nessas horas que a gente sabe quem tem caráter de ir contra a "maioria" e quem apenas se cala ou participa do linchamento. No futuro será tarde para sentir vergonha. A história é dura com quem se omite nas horas decisivas da vida.

VIVA OPT disse...

Esse jornalismo farsante e sangue-azul de Veja não atenta apenas contra os valores da democracia e da ética profissional. Ele ainda abre o caminho para que outros veículos passem a fazer o mesmo e expõe ao ridículo a imprensa enquanto instituição e o jornalismo como profissão. Os tiros do padrão Veja de jornalismo estão sendo dados enquanto o silêncio acomodado da maior parte dos jornalistas segue impávido. Parece que é assim mesmo, que faz parte do jogo. Não é. Não se pode deixar que seja. Os profissionais mais jovens ainda merecem um desconto. Os mais experientes, calados, são cúmplices. Estão ajudando a desmoralizar a profissão. E pagaremos todos por isso.

Anônimo disse...

.

Anônimo disse...

Você diz ser membro do COMAD-Conselho Municipal Anti Drogas do Rio de Janeiro. Fundador e Conselheiro do IBDC - Instituto Brasileiro de Direito e Criminologia.

E declara coisas PRECONCEITUOSAS como "Só mesmo da cabeça de um declarado consumidor de drogas poderia sair uma bobagem dessas"

Agora entendo como seu pais esta perdendo POR GOLEADA na guerra contra as drogas.

ENGRAÇADO, NE ?

pensa nisso

O GRINGO CARIOCA

Anônimo disse...

AINDA CHORANDO COM MARADONA ?
VOCÊ RECLMA DOS MEDIOS MAS VOCÊ É MAIS UM QUE FALA DELE, PORRA !!!

BRASILEIRO DEVE ATÉ SONHAR COM MARADONA, NÉ ?

vai responder o comment aqui agora:
http://voxlibre.blogspot.com/2005/06/ah-como-bom-ganhar-da-argentina.html

Kika Albuquerque disse...

Dá uma passadinha no blog do Sombr4 e veja, nos comments do post onde estão os banners, a idéia que surgiu de um manifesto de blogueiros e internautas. Nemerson, Sombr4 e outros já concordaram. Precisamos ouvir a todos e formar uma grande massa blogueira...rs Entra em contato comigo por email, please.

porumnovobrasil@gmail.com

Kika

Fernando Porto disse...

Este meu comentário não tem muito a ver com este assunto, mais não posso deixar de levantar a bola para que alguem corte: Gostaria que alguem me explicasse o motivo pelo qual, na reportagem do Fantástico de hoje (30/10/2005), o "astronauta" brasileiro que está treinando na Rússia e, segundo consta, é membro de nossas forças armadas e está sendo financiado pelo Brasil, portava, garboso, em seu macacão de vôo a bandeira dos Estados Unidos e não a do Brasil. Será que é por vergonha de estar utilizando uma quantia astronômica de dólares que poderia ser redirecionada para a saúde, educação ou segurança?

Jacaré Doido disse...

Esse Maradona é um panaca! Tinha que apoiar a ditadura de Fidel! Para mim não vale a comida que come!

Alice disse...

Ficar em tratamento é uma coisa , outra é morar, viver .
Já é muito prá ele comentar futebol,devia ficar quieto .

edesc disse...

Se assoprar num ouvido do Maradona, pelo outro sai farofa.

edesc disse...

Esse papo da bandeira americana no macacão do astronauta, é que se fosse a bandeira brasileira iriam dizer que ele era o macacão, e não que estava usando macacão. Xiii, foi mal?