sexta-feira, 2 de setembro de 2005

A terrível vingança do GALO! 2005 é o ano do GALO!


O VOX LIBRE avisou que a vingança dos GALOS seria TERRÍVEL!
Segundo o horóscopo chinês, 2005 é o ano do GALO!
Seu DUDA MENDONÇA pode ser condenado a até 10 anos de cadeia, os galos que ele tanto explorou na jogatina das rinhas serão justiçados!
"O TEMPO É FARTO EM SUAS ENTREGAS" (Raduan Nassar, em Lavoura Arcaica)
Polícia Federal indiciará Delúbio, Duda, Genoino e Marcos Valério.
Eles deverão ser acusados por crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro - 01/09/2005
A Polícia Federal decidiu indiciar o ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro petista Delúbio Soares, o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza e o publicitário Duda Mendonça por práticas criminosas relacionadas ao "mensalão".
Entre as acusações que provavelmente serão imputadas aos quatro, pelos indícios reunidos até o momento na investigação, estão crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro.
Conforme a legislação, as penas para tais crimes podem chegar a 10 anos de prisão, além de multa.
Os indícios mais contundentes para sustentar o indiciamento, conforme os investigadores, são pagamentos feitos a Duda Mendonça no sistema financeiro norte-americano, à revelia da Receita Federal, por meio de uma rede conhecida e acionada pelo empresário Marcos Valério, com as supostas ordens de Delúbio e a conivência de José Genoino.
Em depoimento à CPI dos Correios Duda afirmou ter recebido em uma conta da empresa Dusseldorf, nos Estados Unidos, pelo menos R$ 10,5 milhões referentes a serviços que prestou em campanhas políticas petistas em 2002.
A Dusseldorf é uma offshore - empresa cujos nomes dos sócios não são revelados- que o publicitário disse ter aberto nas Bahamas (um paraíso fiscal) por orientação de Valério para receber o dinheiro do PT.
O empresário mineiro, por sua vez, nega que tenha orientado Duda a abrir a empresa.
Os valores depositados na conta da Dusseldorf em uma agência do BankBoston nos EUA têm origem em pelo menos oito contas, conforme documentos que Duda entregou à CPI dos Correios.
Autoridades de inteligência financeira das Bahamas estão em contato com o Coaf (Conselho de Controle das Atividades Financeira), em uma via de duas mãos: solicitando e fornecendo informações relacionadas à Dusseldorf.
A formalização dos indiciamentos de Genoino, Delúbio, Valério e Duda deve acontecer tão logo o inquérito que investiga o suposto esquema do "mensalão" seja devolvido à PF.
Os documentos que compõem a investigação estão com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa, relator do caso.
Caberá ao ministro decidir sobre os pedidos feitos pelo Ministério Público Federal e pela PF para dar continuidade à apuração, o que inclui a quebra de sigilo, no sistema financeiro norte-americano, das contas que alimentaram a Dusseldorf e também de contas bancárias de Duda e de sua sócia Zilmar Silveira nos EUA.
Ao se formalizarem as acusações sobre os quatro personagens da crise do "mensalão", subirá para sete a lista de indiciados no curso da investigação.
Os dois primeiros indiciados, também por crime financeiro e lavagem de dinheiro, foram Rodrigo Fernandes e José Luiz Alves, no dia 4 de agosto.
Fernandes foi tesoureiro da campanha do petista Fernando Pimentel à Prefeitura de Belo Horizonte (MG). Alves é assessor do ex-ministro dos Transportes e hoje prefeito de Uberaba (MG) Anderson Adauto.
O terceiro indiciado é José Carlos Batista, sócio da empresa Guaranhuns, utilizada por Marcos Valério para repassar dinheiro a aliados do PT, seguindo a orientação de Delúbio Soares.
Existe a intenção de acrescentar a acusação de sonegação fiscal ao rol de acusações imputadas a Genoino, Delúbio, Valério e Duda.
Mas tal disposição pode enfrentar dificuldades jurídicas, pois, no entendimento do STF, a caracterização da sonegação deve ser necessariamente precedida de um procedimento administrativo, conduzido pela Receita, antes de se tornar uma questão judicial.
ANDRÉA MICHAEL da Folha de S. Paulo

9 comentários:

Ana Cristina de C. Ribeiro disse...

Dr. Rayol,
é muito triste saber que pessoas que querem ser honestas, limpas e corretas pagam, muitas vezes, um preço alto por essa determinação. Me solidarizo com o senhor e peço que, independente de qualquer coisa, não se permita desviar desta seriedade que sempre guiou seus passos.
Apesar de vivermos em um país onde a grande maioria quer se dar bem, custe o que custar, creio (mesmo que desanime de vez em quando) que os guerreiros do bem não devem parar de lutar por aquilo que acreditam. Haverá um dia em que a honestidade, o altruísmo, a solidariedade serão virtudes verdadeiras e não hipócritas e de fachada como são hoje.
Que Deus o abençoe e fortaleça para continuar na luta.
Abraço,
Ana Cristina de C. Ribeiro
AnimaVida
Petrópolis

Alice disse...

È, dia em que a caça se volta contra o caçador .
Eu e toda a Nação brasileira esperamos ver a justiça sendo feita .
Bom dia !

Nariz Gelado disse...

Bem vindo ao Bu!
:-)
Gostei daqui e vou voltar.

Alice disse...

voltei :)

Alexandra disse...

Encontrei sua página no Nemerson. Legal!! Bem-vindo.

Chega de Crueldade e Impunidade disse...

Dr Rayol

Parece que nesse país nada mais é indecente, criminoso ou amoral.

Tudo é permitido, e por pior que possa parecer aos "cidadãos" comuns, os "donos do poder" sempre procuram justificar ou amenizar culpas.

É repugnante a manipulação dos "poderosos".

Pessoas honestas, com caráter e princípios são cada vez mais difíceis de se encontrar, mas ainda acredito que vamos virar esse jogo. Não é possível mais conviver com toda essa sujeira e hipocrisia.

Saiba que pode contar com minha solidariedade, e espero de coração que a verdade e a justiça prevaleçam!

Muita luz e força!

Martha Maganha
engenheira
São Paulo

ester disse...

Lí hoje no site do Conjur um artigo a respeito do inacreditável indiciamento seu e de seu colega, inclusive com alguns comentários que já haviam sido inseridos - um Juiz de MG - seu amigo. Agora à tarde o artigo foi apagado do site.
Você chegou a ler?

Fernando Porto disse...

Ontem, ao ler no site da FENAPEF a notícia do seu indiciamento e do Fábio em uma CPD, me lembrei de uma conversa que tivemos por ocasião do meu pedido de aposentadoria quando eu lhe disse que quando nós entramos no DPF a pederastia não era permitida, que na ocasião da conversa ela estava sendo tolerada e, que eu iria embora antes que ela fosse obrigatória.

LCMarques disse...

O galo cantou e não escutei.
Li no Ucho sobre o artigo do Consultor Jurídico, fui lá e não estava mais. Reclamei e ele me informou que vai pedir ao autor e postar o artigo.
Não Baboouu de tudo, espero ler ainda.
Amplexos.