quarta-feira, 12 de março de 2008

Um piscinão de mosquitos!

A foto que ilustra este post, foi tirada em um domingo de sol e muito calor e mostra a piscina da Vila Olímpica do município de Cachoeiras de Macacú no Estado do Rio de Janeiro.
A piscina está abandonada, como se pode ver na foto, a água está completamente verde (tomada por algas), e se pode ver placas de limo e sujeira flutuando, além do piso circundante, de pedras "são-tomé" também sujo e sem qualquer manutenção.
A Vila Olímpica de Cachoeiras de Macacú foi construída pela prefeitura local e, além da piscina, conta com uma quadra polivalente coberta e com arquibancadas (a construção que se vê no fundo da foto), e ainda com um campo de futebol onde o gramado já virou mato faz tempo.
O VOX LIBRE não sabe quanto custou aos cofres públicos municipais a construção da tal Vila Olímpica de Cachoeiras de Macacú, mas segundo susurram alguns cidadãos macacuenses ela custou bem mais do que deveria.
Mas isso é outro assunto!
Pode ser só intriga da "oposição" mas o certo é que alguém deve ter faturado muitos votos com a iniciativa que, diga-se de passagem, é uma idéia e uma construção genial.
O VOX LIBRE só não entende porque é que a Vila Olímpica está abandonada!
Ela poderia ser usada para o lazer e para a educação esportiva de centenas de crianças e adolescentes com custo muito baixo, e render muitos votos para seu adminstrador, mas, apesar disso, em um domingo ensolarado estava vazia e abandonada!
No mesmo domingo em que a foto que ilustra este post flagrou a piscina municipal de Cachoeiras de Macacú abandonada e ociosa em um dia ensolarado, pelo menos sete pessoas morreram surpreendidas por uma "cabeça d'água" em uma cachoeira do rio Soberbo no município vizinho de Guapimirim.
Abstraindo quaisquer considerações especulativas sobre mortes que poderiam ser evitadas se a piscina municipal de Cachoeiras de Macacú estivesse aberta ao público, o fato é que se trata de um desperdício de dinheiro público, dinheiro que saiu dos sofridos e espoliados bolsos dos contribuintes macacuenses, como aliás acontece com os cidadãos de todo esse imenso Brasil.
O VOX LIBRE não sabe (nem quer saber), quem é o prefeito de Cachoeiras de Macacú, nem tampouco a que partido político ele pertence, mas a Vila Olímpica local não poderia estar abandonada e deveria estar sendo usada em prol dos cidadãos locais, que afinal de contas, financiaram sua construção!
Além do mais, o piscinão abandonado provavelmente é um criadouro de mosquitos, coisa tão em moda ultimamente!
O governador do Rio de Janeiro, que recentemente encaminhou ao legislativo estadual um projeto de lei, pretendendo adquirir o direito de invadir as casas dos cariocas em busca de focos de mosquitos da DENGUE, poderia iniciar sua "cruzada" invadindo a Vila Olímpica municipal de Cachoeiras de Macacú!
Os funcionários mata-mosquitos certamente teriam muito trabalho por lá!

2 comentários:

Alice disse...

È o descaso com a vida do próximo !!!
Bom dia :)

Etiene disse...

Caro Dr. Antônio, como cidadã cachoeirense e conhecedora das mazelas públicas que assolam nossa cidade dentre elas a que aqui vossa senhoria descreve, só me resta corroborar em gênero, número e grau com sua indignação, haja vista que o descaso com o dinheiro público, o desrespeito para com a população tornaram-se situações rotineiras e corriqueiras em nosso município. Infelizmente, não existe um modelo de administração pública voltada aos interesses e bem estar da população, pelo contrário, o que aqui se verifica é uma total paralisia, estagnação, onde as coisas só acontecem em prol dos interesses de uma minoria "politiqueira" que usa a máquina pública, o bem público em proveito próprio e em detrimento do bem comum. Estamos em ano de eleição. Agora, quem sabe eles não vão limpar a piscina da vila olímpica e promover festas eleitoreiras. Um forte abraço e obrigada pela preocupação em face de minha terra.