sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

KAKÁ pode fazer o que quiser com seu DINHEIRO!!!

Todos sabem que o esporte é uma forma de ascensão social, principalmente em países como o nosso, em que jovens oriundos das camadas mais pobres da população têm poucas oportunidades de instrução e, conseqüentemente, de inclusão nos segmentos economicamente ativos.
Vale dizer, sem educação adequada, o máximo que irão conseguir é um emprego como mão de obra não-qualificada, com baixos salários, e uma vida de imensas dificuldades!
Quando tais jovens mostram talento e aptidão em alguma modalidade esportiva, apesar da falta de instrução, conseguem um melhor nível de vida.
O problema é que na maioria das atividades esportivas, a vida útil é muito curta, pois por volta dos 30 anos de idade, qualquer atleta perde as condições físicas de se manter em níveis de competição aceitáveis.
Se não tiver conseguido formar um fundo de reserva com as economias do que ganhou no auge de sua carreira esportiva, retornará à condição inicial de marginal no mercado de empregos.
Entre nós, o esporte mais popular é o futebol que, por isso, nos dá bons exemplos de tal fenômeno social.
São muitos os jogadores de futebol brasileiros cujo talento incomum com a bola transforma em celebridades milionárias, apesar de tratar-se de meros analfabetos funcionais, aqueles que conseguem escrever o próprio nome, mas que são incapazes de elaborar ou interpretar um texto rudimentar.
Mas tais exemplos enganam muito, pois os jogadores de bola que se transformam em milionários do futebol são uma minoria se comparados ao total de jogadores de futebol que só conseguem sobreviver enquanto dura sua curta capacidade de correr em campo.
Muitos terminam a vida imersos na mais completa miséria e ostracismo!
Nesse universo triste, KAKÁ é uma exceção!
O festejado jogador do MILAN italiano é originário de uma família de classe média alta de São Paulo.
Se KAKÁ não fosse um talentoso jogador de futebol, conseguiria levar uma vida confortável.
Não seria uma celebridade internacional e milionária, mas teve suporte familiar e instrução suficiente para ganhar a vida de outra maneira.
O fato é que KAKÁ é um milionário do futebol internacional!
Se parar de jogar bola hoje, já amealhou uma fortuna suficiente para garantir a sobrevivência, mais que confortável, para umas três gerações de seus descendentes!
E o dinheiro que KAKÁ ganha jogando futebol é um dinheiro honesto!
O “problema” é que KAKÁ é adepto da igreja evangélica RENASCER EM CRISTO, cujos fundadores, o famoso casal HERNANDEZ, encontra-se enredado com a justiça norte-americana, sob acusações de lavagem e ocultação de bens, entre outras.
Quem acompanha este VOX LIBRE já teve oportunidade de ler posts pretéritos em que nos pronunciamos sobre tais seitas evangélicas que mais parecem arapucas com o propósito de captar dinheiro de “fiéis” incautos!
Mas o VOX LIBRE não tem nada contra quem dá seu dinheiro para tais “igrejas”, desde que o faça conscientemente!
O jogador de futebol KAKÁ foi eleito o melhor do mundo em 2007 e entregou seu troféu para a igreja RENASCER EM CRISTO.
Também há notícias de que KAKÁ doou cerca de dois milhões de reais para a tal igreja!
A questão é que o ministério público de São Paulo resolveu “pegar no pé” do KAKÁ e quer intimá-lo para saber quais são suas relações com a tal igreja e por que doou dinheiro para ela!
A despeito das eventuais ressalvas que o VOX LIBRE possa ter com relação a tais “igrejas”, somos forçados a reconhecer que KAKÁ não é um cidadão desinformado e ganha seu dinheiro honestamente.
Significa que o VOX LIBRE acha que KAKÁ pode doar seu dinheiro ou seus troféus para quem quer que seja, e o ministério público não tem nada a ver com isso!!
KAKÁ não tem que dar satisfações sobre suas amizades ou seus gostos pessoais a ninguém!
Ele pode fazer com seu dinheiro o que quiser!
Só faltava agora o ministério público querer se imiscuir na esfera de decisão pessoal dos cidadãos!
O VOX LIBRE acha que o ministério público paulista tem, muitas, coisas mais importantes para se preocupar, ao invés de tentar “pegar carona” na vida pessoal e na popularidade do melhor jogador de futebol do mundo de 2007, para ocupar espaço na mídia!
O VOX LIBRE acha que o ministério público paulista deve parar de "encher o saco" do KAKÁ!!!

3 comentários:

A sociedade espera que o MP cumpra com o seu dever, não com marketing pessoal - disse...

O ministério público de São Paulo tem que seocupar em atuar nos casos Malufs, Quércias, Fleurys, assassinatos dos prefeitos Toninho (Campinas) e Celso Daniel (Santo André), com os responsáveis pelo acidente aérea em Congonhas e pelo buraco do Metrô, com os incêndios no Hospital das Clínicas, com os grupos de extermínios...

Raul--Klatos disse...

Cada um gasta como quiser.

Porque esse senhor do MP não ajuda a Polícia Federal a investigar o esperto Edir Macedo e seus milhões passeando de avião?

18/10/2007 - 09h04
PF investigará compra da Record pelo bispo Edir Macedo

da Folha Online




PF investigará compra da Record pelo bispo Edir Macedo
Publicidade
da Folha Online

A Polícia Federal abriu inquérito em São Paulo para investigar o bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, informa nesta quinta-feira reportagem da Folha (íntegra só para assinantes da Folha ou do UOL).

Segundo a reportagem, o objetivo do inquérito é apurar supostos indícios de crimes contra a fé pública e de falsidade ideológica.

A Folha informa que o departamento jurídico da Igreja Universal disse que soube do inquérito pelo site da Justiça Federal na internet, mas que a entidade ainda não foi notificada.

De acordo com a reportagem, o inquérito surgiu de uma representação feita, em 2005, pelo ex-deputado estadual Afanásio Jazadji, sobre a origem dos recursos usados pelo bispo na compra da Rede Record.

Helena disse...

Muito boa matéria, Rayol!
Creio que ele ganha seu dinheiro honestamente com o seu trabalho, o que não se deveria permitir é a turma que usa os seus ganhos para financiar o narcotráfico.
Bem, religião é importante para a sociedade, afinal, nem só de pão vive o homem.