segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Bandidos em motocicletas e outras bobagens!

Na noite do réveillon, o médico Lídio Toledo Filho, como o próprio nome indica, filho do renomado também médico Lídio Toledo, que já serviu à seleção brasileira de futebol, foi vítima de um assalto no Alto da Boa Vista no Rio de Janeiro, quando acabou baleado e ferido gravemente.
Infelizmente, tudo indica que está, ao menos momentaneamente, paraplégico!
O ataque foi perpetrado por dois criminosos usando uma motocicleta.
Motocicletas são usadas em todo o mundo para o cometimento de crimes, principalmente em grandes cidades porque a agilidade de tais veículos facilita a fuga dos bandidos em meio ao tráfego pesado.
Muitos crimes ocorrem no Brasil, principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo, por meliantes usando motocicletas e isso é um fato inquestionável!
Outro fato fora de qualquer discussão, é que milhões de pessoas honestas e ordeiras usam motocicletas para trabalho ou lazer!
Muitas pessoas já foram vítimas de ataques de criminosos usando motocicletas no Rio de Janeiro, mas até agora, nenhum desses crimes tinha merecido tanto destaque na mídia porque só tinham atingido pessoas comuns e sem qualquer pedigree.
Bastou acontecer um caso de repercussão para o governador do Rio de Janeiro se interessar pelo caso e apresentar uma idéia “genial” para resolver o problema, idéia que não ocorreu antes, enquanto as vítimas eram apenas os “josés” da silva!
O governador do Rio de Janeiro afirmou que estuda a idéia de proibir os “garupas” nas motocicletas.
As motocicletas são veículos licenciados pelo departamento nacional de trânsito como aptos a transportar dois passageiros, o piloto e o “garupa”!
O cidadão que compra uma motocicleta paga, além de seu preço comercial, todos os tributos incidentes, inclusive o IPVA anual, para usar um veículo para dois passageiros.
Proibir o transporte do segundo passageiro é uma violência inconstitucional como já se pronunciou a respeito a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, sempre vigilante na defesa do Estado de Direito.
Penalizados por tal absurda prometida proibição serão os milhões de brasileiros que usam motocicletas licitamente.
Além do mais há uma bobagem intrínseca em tal proposta!
Leis e regulamentos são cumpridos apenas pelos cidadãos de bem!
Bandidos têm o péssimo hábito de violar normas e, por isso, são bandidos!
Basta circular pelas ruas do Rio de Janeiro para constatar que inúmeras motocicletas circulam simplesmente sem placas, ou com as placas viradas para cima impossibilitando sua identificação.
Isso não quer dizer, necessariamente, que todos os motociclistas que assim procedem são criminosos, provavelmente apenas não querem alimentar a "indústria" dos "pardais", mas significa tão somente que não há fiscalização suficiente do poder público sobre as motocicletas irregulares e porque também não dizer, sobre o trânsito em geral, porque há também muitos outros veículos de todos os tipos circulando em condições irregulares!
Acreditar que a eventual e ilegal proibição de “garupas” em motocicletas vai inibir os crimes praticados com tais veículos é uma enorme tolice que não cabe no currículo do governador do Rio de Janeiro, detentor de uma reconhecida inteligência acima da média!
Então por que é que diz uma tolice dessas?
Mistério!!!
Alguém acredita que um criminoso disposto a circular pela cidade com uma arma de fogo na cintura para praticar roubos, vai desistir de seu propósito somente porque as motocicletas não podem mais transportar “garupas”?
O que vai inibir a criminalidade no Rio de Janeiro é o policiamento ostensivo, maciço e pro ativo, abordando veículos suspeitos e revistando seus ocupantes.
Em caso contrário, o próximo passo no Rio de Janeiro, será o de proibir automóveis com mais passageiros além do motorista, porque afinal de contas milhares de cariocas já foram assaltados por gangues que utilizavam, e continuam utilizando, automóveis!
Já passou da hora de parar de jogar para a torcida falando bobagens e trabalhar de verdade e com competência!
Mas isso... É uma coisa bem mais difícil de fazer!

3 comentários:

Marcos disse...

Na verdade, o governador esqueceu de combinar com os russos!
Andar de moto sem capacete, com a placa levantada, sem placa, sem habilitação, portando arma de fogo (sem porte), avançando sinal vermelho, assaltar pessoas, roubar veículos... Tudo isso já é ilegal. Por que o governador quer tornar ilegal algo legal? Por que não combate o ilegal e assim melhora a sua imagem e a do estado?

Sabemos? disse...

O governador, o prefeito e a maioria das autoridades do Rio de Janeiro estão mais perdidos que...


agulha em palheiro
cachorro caído do caminhão de mudança
surdo em bingo
barata fugindo de chinelo
cupim em móvel de metal
cego em tiroteio no Morro do Alemão
peido em bombacha, tchê!
juiz de briga de foice no escuro
freira em parada gay
fidaputa em Dia dos Pais
Lula lendo Franz Kafka
Eleitor analfabeto quando tem que votar

Votar!
Saber votar!
Por que esconderam do povo
A "Cartilha do Saber Votar"?

Anônimo disse...

Vou fazer a minha parte, tentar criar uma estrutura que diferencie cidadão de bandido, inclusive com postos de patrulhamento constante e de ação contínua. A falta de regras e estrutura de combate ao crime acabam estimulando os bandidos. Assaltar de moto virou moda porque não foi combatida no nascedouro.
Parabéns pela postagem.
GALLO - Niterói/RJ