quarta-feira, 24 de outubro de 2007

O ABORTO como "solução" para a CRIMINALIDADE!

O VOX LIBRE ainda não chegou a uma conclusão!
O que é pior?
Um presidente da república que não sabe ler, ou um governador que sabe ler mas não entende o que lê?
O governador do Rio de Janeiro falou à imprensa dizendo que as favelas são "fábricas de bandidos", e defendeu o aborto como medida para diminuir a criminalidade!
O governador disse que "leu um livro" a respeito!
Referiu-se ao livro FREAKONOMICS de Steven D. Levitt e Stephen J. Dubner!
Realmente, o tal livro, propõe em determinado momento, que a liberação do aborto em alguns estados americanos na década de 80, teria relação com a redução da criminalidade 20 anos depois!
A especulação faz sentido!
Crianças indesejadas seriam abandonadas após o nascimento e seriam propensas a cair na marginalidade!
Mas o tal livro apenas coloca a questão em discussão, não afirma, em nenhum momento que o ABORTO reduz a criminalidade!
O governador do Rio de Janeiro é que entendeu isso, se é que leu o livro, ou apenas se baseou no que "soprou" algum assessor descuidado!
Antes de discutir o ABORTO, o governador do Rio de Janeiro poderia discutir a esterilização das mulheres, na rede pública de saúde!
Ao decidir sobre a esterilização, as mulheres estão tomando uma decisão que diz respeito apenas ao próprio corpo.
Já ao decidir sobre o ABORTO, as mulheres estão decidindo sobre uma nova vida que, embora venha ao mundo através delas, não pertence a elas!
É essa a discussão correta, até porque, mesmo que fosse aprovada uma legislação permitindo a prática de ABORTOS na rede pública de saúde, os médicos teriam que concordar em realizar tal prática.
O problema, é que a maioria esmagadora dos médicos, é contra ABORTOS, e, portanto, não há lei que possa obrigá-los a cometer algo que vai contra sua ética de defesa da vida!
Esse é um problema a ser enfrentado pelos que defendem a prática dos ABORTOS:
Encontrar médicos que concordem com eles!!!

3 comentários:

Ricardo Rayol disse...

O Cabral foi de uma baita infeliccidade, apesar que uma política de controle de natalidade sem levar em conta o aborto é uma hipocrisia.

Cabral, Cabral, Cabrais! Que triste sina é a nossa! - disse...

Esse governadorzinho viaja bastante, vagabundeia e só diz besteiras!

A culpa?

É dos eleitores do Estado do Rio de Janeiro.

Alice disse...

Violência não se combate com Aborto, mas com policiamento , segurança pública , educação , com o Estado fazendo a parte dele .
Não é possivel esse tipo de comentário de um governador .
Boa noite :)