sábado, 1 de setembro de 2007

A MORAL e a ÉTICA de CODJA HUSSAN e seus 40 ladrões!

Todo ser humano tem sua própria escala de valores!
Os valores subjetivos do indivíduo porém, são fortemente influenciados pelas idéias que predominam no universo social onde ele está inserido e o conjunto de valores de cada grupo social varia no tempo, no espaço e segundo as suas peculiaridades culturais próprias.
É por esse motivo que na Índia as vacas são animais sagrados, enquanto no Ocidente é perfeitamente normal que amigos se reúnam em torno de uma churrasqueira para compartilhar os pedaços de uma vaca morta.
Já em vários países da Ásia, a carne de cães é considerada uma fina iguaria o que causa horror e espanto aos ocidentais, para quem tais animais devem ser tratados muitas vezes como membros da família.
Os índios Caetés não tinham vergonha de comer carne humana, porque isso era perfeitamente aceitável sob o ponto de vista moral e ético segundo seus costumes e valores.
ADOLF HITLER chegou ao poder na Alemanha, na década de 30 do século passado, nos braços do povo, e foi também com o apoio da esmagadora maioria do povo alemão que montou o aparato estatal baseado no ideário nazista da supremacia da raça ariana e na tese de que à Alemanha cabia a missão de governar o mundo para o "bem" da Humanidade!
A ideologia nazi-fascista produziu uma enorme tragédia histórica:
Uma guerra mundial com milhões de vítimas e o assassinato sistemático e planejado de mais alguns milhões de pessoas consideradas como um "problema" a ser resolvido através do extermínio como política de Estado.
Judeus, ciganos, homossexuais, deficientes físicos e membros de outras minorias foram segregados, perseguidos e assassinados sem que os nazistas sequer ficassem ruborizados, já que para eles, tudo o que faziam era moral e eticamente justificável de acordo com a singular "régua" dos "valores" nazi-fascistas!
A história da humanidade está repleta de exemplos de montagem de intrincados sistemas ideológicos de natureza política ou religiosa capazes de "justificar" roubos, estupros e assassinatos em nome de um "bem" maior.
Assim se deu com genocidas históricos como STALIN, MAO TSE TUNG, FIDEL CASTRO e outros...
É o pessoal que acredita que os "fins" justificam os "meios"!
Em todos esses casos é possível verificar que valores como ÉTICA e MORAL foram manejados de forma flexível para explicar a "necessidade" do cometimento dos crimes mais hediondos!
Portanto ninguém deveria se escandalizar se CODJA HUSSAN, o chefe dos 40 ladrões das MIL E UMA NOITES resolvesse fazer um discurso para seus seguidores, dizendo que eles não deveriam se envergonhar de fazer parte de seu bando, ou mesmo se HUSSAN decidisse propagar a superioridade MORAL e ÉTICA dos "seus" 40 ladrões!
CODJA HUSSAN não estaria mentindo nem sendo cínico!
Ele estaria sendo apenas coerente e sincero, simplesmente porque acreditaria no absurdo de seu discurso.
A "régua" MORAL e ÉTICA de CODJA HUSSAN estaria contrariando os mais comezinhos princípios do Direito Natural, segundo os quais, MATAR e ROUBAR é sempre condenável, mas ainda assim a "régua" torta de HUSSAN continuaria a ser a "sua" régua.
A realidade pode sempre ser medida por qualquer "régua", por mais absurda e distorcida que seja ou possa parecer!
Nada disso significaria contudo que, uma vez fossem capturados os 40 ladrões, os magistrados de BAGDÁ iriam se sensibilizar com a ótica distorcida da realidade de CODJA HUSSAN e seus seguidores, permitindo que eles escapassem da pena que lhes caberia, segundo as leis penais da época.
Mas a bem da verdade, na versão original do conto árabe, CODJA HUSSAN, seus 40 ladrões e todo seu suposto e pretensioso discurso justificador de superioridade MORAL e ÉTICA terminaram seus dias mergulhados e cozidos em óleo fervente!
E o VOX LIBRE continua a divagar e lucubrar sobre ficção e literatura!!!

4 comentários:

lcmarques disse...

O Brasil precisa de um médico para diagnosticar que o seu chefe supremo está com problemas.
Acredito que há muito tempo deixou de ser política a coisa, quando alguem, principalmente com muito poder, tem opiniões e atitudes como as que está tendo o indivíduo eleito é hora de dar um basta.
A coisa está cada vez mais preta...

Vivi disse...

O dinheiro da Marcha das Margaridas
Lembram-se daquela Marcha das Margaridas? No dia 22 de agosto, Lula participou da solenidade e fez mais um de seus discursos contra as elites. O governo também negou que tivesse dado dinheiro para o evento. Não deu? Abaixo, segue a liberação do recurso, que está no Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal):

Detalhes do Convênio UF: DF Município: BRASILIA De... Detalhes do Convênio
UF: DF Município: BRASILIA

Detalhes do Convênio
Número do Convênio SIAFI: 592729
Nº Original: 20002157200700040
Objeto do Convênio: Apoio a Marcha das Margaridas
Orgão Superior(Descrição-Código): PRESIDENCIA DA REPUBLICA
Concedente(Descrição-Código): SECRETARIA ESP. DE POLITICAS PARA AS MULHERES
Convenente(Descrição-Código): CONFEDERACAO NACIONAL DOS TRABALHADORES NA AGRICULTURA
Valor Convênio: 114.008,16
Valor Liberado: 114.008,16
Publicação: 31/07/2007
Início da Vigência: 30/07/2007
Fim da Vigência: 30/01/2008
Valor Contrapartida: 16.000,00
Data Última Liberação: 01/08/2007
Valor Última Liberação: 114.008,16

blog do Reinaldo Azevedo

Raul--Klatos disse...

Talvêz CODJA HUSSAN poderia ter bradado um dia:
Ninguém neste País tem mais autoridade moral e ética do que o nosso bando dos 40. Admitimos que tem gente igual a nós, mas não admitimos que tenha melhor.

1)E o bando resolvesse criar seu código de ética. Mas após tantos assaltos e mortes, todos saberiam que o problema não estaria no código de ética e sim no código penal.


2)Após tantos escândalos e até dólar na cueca, o PT, como jogo de cena, vai criar o código de ética, quando todos sabemos que o problema do PT não está no código de ética, mas, sim, no Código Penal.

Onde há ficção? No 1, ou 2?

Alice disse...

Quem sabe o que eu tenha recebido como exemplo de ética ,moral ,tenha se modificado e muito o conceito ...