sexta-feira, 29 de junho de 2007

Nota de falecimento!

O site NoMínimo morreu hoje!
Quem tentar acessar o link:
http://nominimo.ibest.com.br vai apenas encontrar uma nota de esclarecimento explicando que o fim do NoMínimo se deveu à falta de patrocinadores!
A lógica comercial prevaleceu em detrimento do talento das extraordinárias "canetas" que faziam o NoMínimo!
Provavelmente, na web brasileira não há uma coleção de "cabeças" como aquela que estava reunida em NoMínimo e não é possível saber se tal grupo de pessoas inteligentes poderá ser reunido de novo!
O fato é que o Brasil ficou ainda mais burro com o fim do NoMínimo.
O site tinha uma média de três milhões de visitações mensais e é quase impossível entender a falta de patrocinadores para uma iniciativa com tal público!
A lógica dos patrocínios comerciais no Brasil parece obedecer a uma régua que ninguém consegue entender!
Anos atrás assistimos um filme chamado CARLOTA JOAQUINA - A PRINCESA DO BRASIL!
O filme é bom, com elenco de qualidade e abordava a chegada da monarquia portuguesa ao Brasil, fugindo das tropas de Napoleão!
O caso é que o filme retrata Dom João VI como uma figura caricata e patética!
Sem entrar no mérito sobre se isso era verdade ou não, o fato é que o tal fime foi patrocinado pelo BANCO DO BRASIL, que foi fundado por Dom João VI!
O Brasil deve ser o único país do mundo onde uma empresa patrocina um filme que ridiculariza seu fundador!
Deve ser essa a mesma lógica comercial que levou ao fim do NoMínimo!
São coisas do país dos chimpanzés!!!

2 comentários:

Alexandre de Sousa disse...

Com 3 milhões de visitantes por dia, os anúncios do Adsense dariam muito dinheiro.

É uma pena que os editores não tenham enxergado isso. Pra vc ter uma idéia, qualquer site que tenha 1000 visitantes por dia ganha no mínimo 5 reais.

Uma pena.

Blogue da Magui disse...

Vc tem razão.O site tem mesmo muitas cabeças boas para escrever mas para ganhar dinheiro com esforço de correr atrás como fazem alguns comuns eles não sabem.Eles queriam era salário fixo para cada um.Quem sabe agora cada um tenha o seu blogue e arruma patrocínio como vários o fazem.