sexta-feira, 1 de junho de 2007

Grampo telefônico do VOX LIBRE!!!

Em matéria de alta tecnologia em informática, o editor deste VOX LIBRE é um autodidata, um tanto desastrado e lento, mas ainda assim, um autodidata.
Tudo que aprendemos em matéria de WEB e até na construção deste blog foi à base da tentativa e erro.
Atualmente tentamos dominar tudo sobre podcasts porque queremos publicar podcasts no VOX LIBRE.
Enquanto a técnica não é apreendida, vamos colocando aqui transcrições exclusivas de grampos telefônicos, que podem ser fictícios, ou não!
Inauguramos a seção dos grampos telefônicos do VOX LIBRE!
E lá vai o primeiro “grampo telefônico” do VOX LIBRE:
Trimmm... Trimmm...
...
- Alô?
- Alô!!! É o doutor Juvenal?
- Sim... Quem está falando?
- Graaande doutor Juvenal, graaande delegado federal!!!
- Quem está falando?
- Aqui é o Zé Carlos, seu colega de faculdade. Esqueceu de mim?
- Oi Zé Carlos, não esqueci de você não, só não reconheci a voz!
- Doutor Juvenal, tenho acompanhado o trabalho da Polícia Federal. Digo p’ra todo mundo que sou amigo de um delegado federal. Tenho muito orgulho disso, a Federal não sai da mídia, todo dia prendendo esses bacanas. É isso aí, tem que acabar com essas bagunças do Brasil!
- É Zé Carlos, nós estamos trabalhando muito!
- É isso aí Juvenal, tem que prender esses caras mesmo, sonegadores, fraudadores, contrabandistas, é um trabalho bonito!!!
- Muito obrigado Zé Carlos!
- Mas doutor Juvenal, eu estou ligando para te pedir um favor!
- Um favor? O que é que eu posso fazer por você Zé Carlos?
- O problema é o seguinte Juvenal, eu estou viajando para Miami semana que vem, quero trazer um note book que é muito mais barato lá! É a metade do preço daqui! Você não poderia me ajudar na chegada no aeroporto? P’ra quebrar essa parada lá na Receita?
- Quebrar a parada?
- É, Quebrar...!
- Não entendi! Você vai trazer um note book é quer que eu vá te buscar no aeroporto p’ra quebrar o note book?
- Não doutor Juvenal, Eu quero que você quebre a parada do imposto da Receita Federal! Se eu pagar imposto sobre o note book não vale a pena eu trazer lá de fora!
- Deixa eu ver se entendi! Você quer fazer um contrabando de note book e quer que eu te ajude?
- Pô doutor Juvenal, não é contrabando não, é só um note bookzinho!
- Ô Zé Carlos, você quer fazer um contrabando sim, de note book e quer que eu prevarique, sendo seu cúmplice no crime!
-
Ô doutor Juvenal! Você está sendo radical!
- Ô Zé Carlos, você já pensou em ter uma relação homossexual?
- Quê qué isso Juvenal, tá me estranhando?
- Não Zé Carlos, apenas estou te mostrando que diante de certas propostas é preciso ser radical!!!
- Pô Juvenal, eu só estou te pedindo um favor, eu pensei que você fosse meu amigo...
- Ô Zé Carlos, o favor que você está me pedindo é CRIME, eu sou seu amigo, você é que não está sendo meu amigo ao me pedir uma coisa dessas!!!
- Juvenal, eu não imaginei que esse meu pedido fosse te aborrecer tanto!
- Ô Zé Carlos, você começou esse telefonema elogiando o trabalho da polícia federal em acabar com as bagunças do Brasil, mas você parece que só quer acabar com a bagunça dos outros!
- Pêra aí doutor Juvenal, eu não estou querendo fazer nenhuma bagunça, só 'tô querendo trazer um note bookzinho!
- Você está querendo trazer um note book sem pagar imposto, pague o imposto e pronto!
- Ô Juvenal, estou desapontado com você, nunca mais te ligo!
- É um favor que você me faz!!!!
...
Tú, tú, tú, túúú...
O Brasil é assim!
Muitos dos que condenam a CORRUPÇÃO, são coniventes com ela no seu dia a dia!
O sujeito que chama o guarda de trânsito de ladrão é justamente aquele que lhe deu uma propina para não pagar uma multa muito maior!
Há ladrões no mundo todo, mas só no Brasil eles são eleitos e reeleitos!
Só no Brasil LADRÕES e FARSANTES são elevados à condição de celebridades e ídolos da sociedade!
Este país não vai mudar para melhor enquanto a maioria dos eleitores continuar a acreditar que só a CORRUPÇÃO dos outros deve ser combatida!
O BRASIL jamais será um país de primeiro mundo enquanto a população não entender que o lugar de LADRÕES e ENGANADORES é a CADEIA e não os palácios do poder!

6 comentários:

augusto disse...

Esse cara deveria ter pedido isso a um Auditor da Receita que goste de prevaricar.Isso aqui é o país do faz-de-conta.Vale a pena ler no site www.armaria.com.br o artigo Direitos Relativos. O engenheiro que o escreveu extraiu toda hipocrisia do Estatuto do Desarmamento.O pessoal que freqüenta atualmente os palácios deve ter tomado o mesmo remédio que o RABINOLALAU anda tomando, e um dos efeitos colaterais do medicamento é deixar a "mão leve".

LCMarques disse...

Falar ao celular dirigindo, avançar sinal vermelho, obstruir cruzamentos, jogar lixo na rua olhando antes para os lados, comprar meia entrada com carteira do filho, tem muita coisa 'boba' por aí e que muitos acham normal.
Cadê a ética?

Ester disse...

Esse "Zé Carlos" foi mesmo muito inconveniente.

No entanto, esse mesmo assunto pode ser visto de outro ângulo. No dia 03/05/07, a Cora Ronai publicou um Post que começa assim:
"Note-se que, nas declarações, está apenas o imposto que conseguimos distinguir como tal. Na segunda-feira mesmo, fatídico dia das contas com o fisco, publiquei no Info etc. o desabafo de um amigo que, seduzido por um notebook da HP, quase fez a besteira de comprá-lo pelos R$ 8 mil que custa no Brasil. Nos Estados Unidos, a mesmíssima máquina, com a mesmíssima configuração, sai pelo equivalente a R$ 2,5 mil. Ou seja, pagamos mais do triplo do preço porque, a cada computador comprado, o governo leva dois!

Meu amigo, camarada digno, correto, que gosta de fazer tudo nos conformes mas não é nem milionário nem trouxa, recusou-se a bancar o idiota e recorreu, obviamente, a um "esquema": lá se foi mais um cidadão do bem, empurrado para a ilegalidade por uma política corrupta e corruptora. (...)"

Taí. Quem rouba quem?

Anônimo disse...

Não temos bons exemplos, educar os filhos é tarefa duríssima hoje em dia. Quem tem chance de morar em um país mais civilizado, morre de saudade, mas não quer voltar. E não é pelo salário.

Alice disse...

Que pena que o bem , a ética , não tenha essa velocidade ...
Chegou a tal ponto que é o sujo ,falando mal lavado ...
Bom dia , bom feriado :)

Alice disse...

Não entendo, se conseguem colocar “grampo telefônico”, pq não fazem o mesmo nos presidios? e pq não cortam o sinal do celular ?