domingo, 13 de maio de 2007

O Dia das Mães e o ABORTO!

O segundo domingo do mês de maio é o Dia das Mães!
No corrente ano a data foi comemorada hoje, dia 13.
A data tem uma óbvia motivação comercial e os lojistas comemoram porque só conseguem vender mais no Natal.
Trata-se de uma data conveniente para aqueles que só se lembram de suas mães nesse dia.
Compram um presente!
Levam a mãe para almoçar em algum restaurante, e se sentem aliviados do remorso por não darem a menor importância para suas mães nos outros 364 dias do ano.
Os asilos de idosos estão cheios de mães "abandonadas"!!!
O amor de mãe jamais é correspondido integralmente!
Nenhum filho é capaz de amar sua mãe tanto quanto ela o ama!
Nenhum filho é capaz de se sacrificar pela mãe como ela o faria por ele se houvesse necessidade!
O que uma mãe é capaz de fazer por seus filhos é algo indescritível!
As sagradas escrituras nos contam histórias do sábio Rei Salomão.
Em uma delas, duas mulheres que disputavam uma criança foram levadas à presença de Salomão para que a pendenga fosse decidida.
Como as duas mulheres insistissem em afirmar que eram ambas a legítima mãe da criança, o rei Salomão anunciou que dividiria com uma espada a criança em duas partes, ao que uma das mulheres se desesperou e renunciou à criança, solicitando que ela fosse deixada com a outra mulher!
Imediatamente, Salomão determinou que a criança fosse entregue à mulher que preferia abrir mão de seu direito, a ver a criança dividida por uma espada!
Não conheço nenhuma história melhor para exemplificar o amor de uma mãe por seu filho.
Preferir perdê-lo vivo, para outra mulher, do que vê-lo morto!
Este post é escrito no momento em que se encontra no Brasil o Papa Bento XVI, líder espiritual da Igreja Católica Apostólica Romana, o qual se pronuncia com veemência contra o aborto, assunto que fervilha no Brasil.
Fala-se que o governo brasileiro pretende convocar um plebiscito para que a população se pronuncie sobre a eventual legalização do aborto, que seria a interrupção da gravidez até a décima segunda semana de gestação!
Para a Igreja Católica, toda vida é sagrada, daí a condenação ao aborto!
Para os defensores da legalização do aborto, entre outros argumentos, a mulher deve ter o direito de decidir sobre seu corpo.
O problema é que ao decidir sobre seu corpo, optando pelo aborto, a mulher está também interrompendo a vida de uma criatura inocente que não tem o direito de se defender!
Nenhuma mulher fica grávida sozinha.
Toda gravidez é o resultado de uma relação sexual e nossa legislação já prevê a possibilidade de aborto no caso de uma gravidez não-consentida, isto é, no caso de um estupro!
Em todas as outras hipóteses, a mulher ficou grávida porque teve uma relação sexual por sua própria decisão.
Se foi sexo inconseqüente e por mera recreação é outro problema!
Ao lado do direito da mulher decidir sobre seu corpo, deveria estar sua responsabilidade sobre o que faz com o seu corpo, porque não existe direito sem a contrapartida da responsabilidade!
Os filhos vêm ao mundo através de um pai e de uma mãe, mas não são propriedade deles!
Se nossa sociedade permite a disseminação da idéia da promiscuidade sexual como lazer, isso não pode ser motivo para que a gravidez resultante de tal comportamento irresponsável possa ser interrompida com o apoio do aparato estatal.
O aborto opcional, no Brasil de hoje, é crime!
O governo da República não consegue disfarçar sua vontade de descriminalizar o aborto tornando-o uma coisa corriqueira!
As “otoridades” alegam que os abortos ilegais causam muitas mortes e, portanto se trata de uma questão de saúde pública!
Querem resolver o problema com as mortes dos fetos!
Questão de saúde pública deveria ser o sexo promíscuo como diversão porque também é causa de disseminação de DST’s (doenças sexualmente transmissíveis).
O governo poderia concentrar seus esforços na popularização de meios contraceptivos e na divulgação de mensagens no sentido de que o sexo não é uma diversão nem acontece sem conseqüências!
Esta gente que está no poder é a favor do aborto ao mesmo tempo em que é contra a pena de morte para criminosos irrecuperáveis!
Afirmam que a pena de morte para criminosos é proibida por “cláusula pétrea” da Constituição da República!
E por acaso a tal “cláusula pétrea” permite o “assassinato” de inocentes?
O aborto como solução legal para o “sexo recreativo” nada mais é do que a execução de seres humanos inocentes.
Se na eventual aplicação da pena de morte a criminosos haveria todo um devido processo legal antes da final condenação, no caso do aborto criaturas inocentes teriam sua vida interrompida sem qualquer direito de defesa!
Dizem que haverá um plebiscito para decidir sobre a legalização do aborto!
Por que não incluir uma pergunta sobre a pena de morte para facínoras?
Este governo não fará a tal segunda pergunta.
Eles só promovem plebiscitos quando acreditam que o povo dirá aquilo que eles querem ouvir!
Se enganaram no tal referendo do desarmamento, onde ganharam um rotundo NÃO, e se decepcionarão de novo em um plebiscito sobre o aborto!!!
O VOX LIBRE acha que neste Dia das Mães a questão do ABORTO deve merecer cuidadosa reflexão!
Uma MÃE não MATA seu filho!
Se o MATA, não é MÃE!!!

4 comentários:

quincas disse...

Rayol
Poucas vezes vi este assunto ser tratado com tanta lucidez !
Parabéns a você.

Marcos

Teo disse...

O paralelo com a pena de morte foi bem colocado. Legalizar o aborto é esconder a maldade, sacrificando aqueles que não têm como reclamar seus direitos.

Alice disse...

Olha show seu post .
Parabéns , é verdade eles são a favor do aborto e contra a pena de morte, contra maioridade , contra prisão perpétua ...mas não contra ao aborto , quem não pode se defender .
Parabéns , mesmo.
Bom dia :)

Anônimo disse...

Brilhante.