terça-feira, 1 de maio de 2007

De que lado você está? Em quem você votou em 2006?

Em 1997, este blogueiro fez um curso do FBI, a polícia federal americana, de CRISIS MANAGEMENT.
GERENCIAMENTO DE CRISE é como os policiais do FBI chamam o conjunto de técnicas voltadas à solução de situações envolvendo a tomada de reféns, enfim, a administração de SEQÜESTROS!
O FBI (Federal Bureau of Investigations), é considerado a melhor polícia do mundo na repressão e investigação de seqüestros!
Nos EUA o seqüestro é um crime sem chances de sucesso!
No referido curso aprendemos algumas coisas:
Há, basicamente, dois tipos de SEQÜESTRO!
No primeiro tipo, que doravante passaremos a chamar de tradicional, trata-se de uma ação previamente planejada com o propósito de tomar um refém e obter um resgate em troca de sua libertação.
Nesse caso, a polícia não sabe onde estão os seqüestradores e os reféns!
No segundo tipo, que passaremos a partir de agora de chamar de incidental, a ação dos criminosos não é planejada, mas decorre de circunstâncias, por exemplo, os criminosos estão assaltando um banco e a polícia cerca o local.
Os criminosos então resolvem transformar as pessoas no interior do banco em reféns e tentam usá-los como moeda de troca para tentar se livrar de uma prisão!
Nesse último caso, obviamente, a polícia sabe onde estão os seqüestradores e os reféns.
Nos casos de seqüestro tradicional, quando a polícia não sabe onde está o refém, quando mais tempo passa, menores são as chances de resgate da vítima!
Também são menores as chances de resgate de adultos vítimas em relação a vítimas crianças, em razão de que os adultos reféns têm mais condições de proporcionar à polícia elementos que levem à identificação dos criminosos.
Nos casos de seqüestros incidentais, como a polícia sabe onde estão criminosos e vítimas e tem o controle territorial da situação, quando mais tempo decorrer melhores são as chances de libertação dos reféns em perfeitas condições físicas.
Nos seqüestros incidentais, os criminosos sabem que sua moeda de troca são os reféns vivos.
Se matarem os reféns, nada impede que a polícia invada o local e os criminosos sejam mortos, já que os bandidos não têm mais nada para negociar!
Toda essa teoria é decorrente da longa experiência acumulada pelos estudiosos do FBI e de outras polícias do mundo no exame de situações reais, mas é claro que toda regra tem exceções!
No Brasil a criminalidade desenfreada não acontece apenas nas principais metrópoles como Rio de Janeiro e São Paulo, pois pesquisas recentes mostram que outras grandes cidades do país, e até em cidades do interior o fenômeno ocorre com igual intensidade.
O noticiário recente nos mostra um caso emblemático:
Em Monte Alegre no interior do estado de Sergipe um assaltante de 17 anos (menor de idade), invadiu uma farmácia ao ser perseguido pela polícia e transformou em reféns a proprietária da farmácia e duas clientes, Francilane de Almeida de 11 anos, e Bruna de Andrade de 17 anos.
O criminoso de 17 anos baleou as reféns na cabeça logo após invadir a farmácia e negociou com a polícia, que cercava o local, como se as reféns estivessem intactas.
Como as negociações duraram cerca de 4 horas, as reféns baleadas sangraram até a morte, sob o olhar insensível do criminoso adolescente.
A única refém que sobreviveu foi a dona da farmácia porque se fingiu de morta!
As duas meninas, Francilane e Bruna, de 11 e 17 anos morreram!
Quando o criminoso resolveu se entregar, como estava baleado de raspão no ombro, foi socorrido por uma ambulância.
Quando a polícia descobriu que as três reféns estavam gravemente feridas a bala, teve que socorrê-las em viaturas policiais.
Tratou-se de um caso de seqüestro incidental onde ocorreu uma exceção à regra.
O criminoso atirou nos reféns antes de negociar e o despreparo da polícia sergipana em detectar tal situação ficou evidente.
Posteriormente, ao ser interrogado na delegacia, o criminoso de 17 anos mostrou uma frieza impressionante, disse que atirou nas reféns porque sua prisão era inevitável.
Como é menor de idade, vai ficar detido no máximo 3 anos, depois será libertado para continuar matando!
Como os centros de detenção de menores são de segurança mínima, o tal assassino ficará lá 3 anos, apenas se quiser, pois fugir será fácil!
A proposta de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos acaba de ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal e agora vai à votação no plenário do Congresso.
Qualquer pesquisa de opinião vai mostrar que a população é inteiramente favorável a tal redução de maioridade penal.
O governo da república, porém, contrariando a vontade popular e a realidade da criminalidade brasileira, promete se mobilizar através dos parlamentares de sua base de apoio político, para tentar impedir a aprovação de tal proposta, garantindo a continuidade da impunidade dos bandidos com menos de 18 anos de idade!
O próprio presidente da república já disse publicamente que é contra a redução da maioridade penal.
O presidente LULA disse temer que os adolescentes fiquem “DESPROTEGIDOS”!
Este VOX LIBRE pergunta:
Quais adolescentes o presidente quer proteger?
O monstro assassino de 17 anos?
Ou as meninas Francilane e Bruna, de 11 e 17 anos que foram friamente baleadas na cabeça e sangraram no chão da farmácia e agonizaram por 4 horas até a MORTE?
De que lado o presidente LULA está?
LULA está do lado de assassinos covardes ou do lado dos cidadãos inocentes?
Por que um brasileiro de 16 anos é responsável o suficiente para VOTAR em todos os cargos políticos da nação e não é responsável para saber que é errado matar e roubar?
Os cidadãos menores de idade que cumprem a Lei não se preocupam com a possível diminuição da maioridade penal!
Quem se preocupa com a redução da maioridade penal são aqueles que têm o CRIME como modo de vida!!!
O presidente da república LULA já disse para quem quisesse ouvir de que lado ele está!
Mas sempre há tempo para que o presidente mude de opinião e fique do lado certo, o lado dos cidadãos inocentes que vivem de acordo com a lei!
A companhia de criminosos pode ser muito incômoda para homens de bem, mas há quem se sinta confortável no meio de ladrões e assassinos, não importa que idade tenham!
E você?
De que lado você está?

9 comentários:

Anônimo disse...

Rayol,
Talvez o Inácio tenha se colocado como pai de um adolescente delinquente, afinal, ele tem um!
W. Uorres

Anônimo disse...

...ah! esqueci, ele (o presimente) não tem mais filho adolescente, então significa um f#%*-se geral pra coisa toda....vissh

Alice disse...

Eu estou do lado do que acho justo ,desprotegida sou eu ,é vc , somos todos nós ...lembra qdo eu coloquei que quase fiquei sem pescoço que o " menino em questão ,tinha o corpo de um homem formado ",eu queria ver o presidente chamar de " desprotegido " ou " desamparado " .
Eu vi na Tv , uma maldade ...
Eu já esperava isso do presidente ,melhor nem comentar ...quem sabe agora a sociedade se mobilize e pressione o Congresso .
Bom dia :)

Alice disse...

Eu estou do lado do que acho justo ,desprotegida sou eu ,é vc , somos todos nós ...lembra qdo eu coloquei que quase fiquei sem pescoço que o " menino em questão ,tinha o corpo de um homem formado ",eu queria ver o presidente chamar de " desprotegido " ou " desamparado " .
Eu vi na Tv , uma maldade ...
Eu já esperava isso do presidente ,melhor nem comentar ...quem sabe agora a sociedade se mobilize e pressione o Congresso .
Bom dia :)

Adilson disse...

O que esperar de um presidente que diz não saber o seus "homens" (quadrilha) de confiança fazem em seu gabinete, que juntamente com seus comparsas abafou o caso do assassinato do prefeito Celso Daniel, seus assassinos e testemunhas também, querendo que todos acreditem que mero azar. Não acha que é pedir muito que este senhor se lembre dessas duas menores Francilane e Bruna?

junior disse...

Oi Antonio,
Minha primeira vez por aqui, gostei bastante. Fiz uma citação ao seu post nos updates no meu ultimo post.
Um abraço

tunico disse...

Estou do lado certo. Do lado do bem e da justiça. Não votei em 2006 naquele que está do lado errado. Lula.

Marcelo disse...

Bem..somos o "país do futuro"...enquanto ele não chega,
ainda veremos muita coisa desse tipo.

>.<

Marcelo disse...

Bem, somos o "país do futuro", enquanto o dito cujo não aparece por aqui, veremos ainda muita coisa desse tipo...

>.<