domingo, 25 de março de 2007

Enfim, uma boa notícia!

A semana que se encerrou trouxe finalmente um pouco de esperança!
Na última sexta feira o noticiário nacional foi apanhado de surpresa por um fato absolutamente inédito.
As polícias de 25 unidades da federação realizaram uma operação conjunta e simultânea, com a participação de pelo menos 40.000 policiais.
Os números divulgados são impressionantes!
Cerca de 2.500 pessoas foram presas e apenas em São Paulo mais de 240 criminosos com mandados de prisão foram capturados.
Grande quantidade de drogas e armas foi apreendida e muitos veículos roubados foram recuperados.
Mas os números resultantes da operação não são a parte mais importante da história!
O que é muito importante é que as polícias estaduais demonstraram ter capacidade de trabalhar de forma articulada sem qualquer ingerência federal, o que é um fato positivo para a manutenção da autonomia dos estados na gestão da segurança pública.
Claro que ninguém pode ser contra a eventual atuação conjunta entre autoridades federais e estaduais na área de segurança pública, mas a questão é que as atribuições de umas e de outras são diferentes.
Imaginar que uma autoridade federal possa ser mais eficiente do que uma autoridade estadual é uma bobagem que só encontra explicação no exagerado marketing que andou pontuando algumas ações policiais de natureza pirotécnica.
Cada um deve fazer o possível para desempenhar da melhor forma possível as suas próprias atribuições sem pretender invadir a área de atuação que não lhe diz respeito.
Outro ponto merecedor de aplausos é que as polícias abandonaram a postura defensiva e reativa de aguardar a iniciativa dos criminosos, e resolveram ir para as ruas caçar aqueles que violam os limites da legalidade.
A operação policial em questão, pelo menos por um dia, transformou as ruas das grandes cidades brasileiras em território hostil para os bandidos.
No passado já foi assim!
Os bandidos andavam pelas ruas com medo da polícia, ultimamente porém, a ordem natural das coisas se inverteu: cidadãos de bem vivem aterrorizados e cercados de grades e policiais são atacados por bandidos em qualquer hora ou local.
Espera-se sinceramente que a polícia readquira o hábito de ir para as ruas caçar os criminosos que andam circulando livremente pelas cidades.
Espera-se que operações como essa se repitam muito, quem sabe diariamente!
As cidades mais seguras do mundo são aquelas em não há criminosos em liberdade!
Lugar de polícia é na rua e lugar de bandido é na cadeia!

2 comentários:

Anônimo disse...

Para que o cidadão possa usufruir do merecido direito de ir e vir sem sobressaltos e violência, lugar de polícia é na rua e lugar de bandido é na cadeia.

A ação organizada das policias civis estaduais é elogiável - mas, são necessários recursos que permitam essa luta e elogiável eficiência em todos dias do ano. Se o governo federal e os governos estaduais não liberam dinheiro para a segurança pública, é sinal que pouco ou nada estariam preocupados com a segurança do cidadão.

Preocupado disse...

Rayol.As Mídias que funcionam como Meios de Enganação de Massa procuram repetir à exaustão perversas inverdades dezendo que a violência resulta do despreparo profissional na repressão à criminalidade. O pior que até você acredita nes mentira que tem como objetivo desinformar a população.Voltarei ao assunto...