terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Meu amigo BUCK morreu!


Quanto mais conheço os animais, mais me envergonho de ser um animal racional!
Dia 20 de julho é comemorado como O DIA DO AMIGO.
No ano de 2005 (basta verificar nos arquivos do VOX LIBRE), alguns posts foram publicados a respeito da data, em que afirmei que minha convivência com amigos caninos só enriqueceu meu caráter!
Em 20 de julho de 2005 um post era ilustrado com a foto de um enorme cão DOBERMANN de cor marrom, meu amigo desde outubro de 1997!
Pois ontem, dia primeiro de janeiro de 2007, BUCK, o enorme DOBERMANN marrom, afável com os amigos e intransigente com os desconhecidos, se foi definitivamente!
Essa coisa de animais de estimação tem uma enorme desvantagem, enquanto vivos e presentes são fonte de enorme prazer, quando se vão, causam dor e sofrimento!
Meu amigo BUCK morreu ontem, por volta do meio-dia do primeiro dia de 2007!
Vítima de uma misteriosa infecção que os veterinários convocados não conseguiram debelar!
Para os padrões de um cão de raça grande (43 quilos), BUCK já era idoso, 10 anos incompletos!
Fica a saudade de um amigo que se foi!
Para quem achar que o post é piegas... é piegas mesmo!
Mas o VOX LIBRE tem dedicado tanto espaço para falar de GATUNOS e CORRUPTOS que um momento para falar de uma criatura nobilíssima que se foi é o mínimo que se podia fazer!
Como já se disse aqui mais de uma vez, a blogosfera é um espaço livre, quem quiser escrever besteiras como eu que crie seu próprio blog!
No que me diz respeito... Até logo BUCK!!!

15 comentários:

augusto disse...

Delegado, permita-me juntar-me à sua dor. Em 19 de janeiro de 2006 perdi meu Rottweiler Zeus que tinha 9 anos e sete meses vítima de ataque cardíaco, depois de uma pulada no portão tentando rechaçar uma pessoa que estava em frente ao portão da casa.Fiquei arrasado por muito tempo, pois o Zeus estava sempre ao meu lado e só faltava falar! Além de todas alegrias que deu para minha família, o MELHOR AMIGO ZEUS cumpriu com excelência sua função de cão de guarda até o último minuto de vida. Comprovando a lealdade e fidelidade desses incríveis seres vivos. Aqui vai um escrito em homenagem aos cães!

Oração Animal.
"Trate-me com carinho, meu amado mestre, pois nenhum coração em todo o mundo será mais agradecido do que o meu.
Não tente me educar com pancadas, pois embora lhe possa lamber as mãos entre dois golpes, a sua paciência e compreensão me ensinarão mais rapidamente as coisas que espera que eu aprenda.
Fale-me muito, pois sou um animal doméstico, sem preparo para enfrentar as intempéries, e a minha glória será o privilégio de sentar-me aos seus pés.
Conserve a minha vasilha cheia de água fresca, pois além de não poder reclamar quando ela está seca, também não posso lhe dizer quando estou com sede.
Dê-me comida limpa e sadia, para que eu me sinta bem e possa brincar e pular, cumprir as suas ordens, passear ao seu lado, estar sempre pronto a protegê-lo com minha própria vida, estando a sua em perigo.
E, mestre, quando eu estiver bem velhinho, se o Poderoso me privar da saúde, da visão, não me vire as costas, faça-me o bem de deixar que minha vida de dedicação e fidelidade possa se extinguir suavemente, e eu o farei sentir o meu último alento, já que sempre me senti seguro entre as suas mãos.
Amém."
Autor desconhecido

tunico disse...

Amigo Rayol,

Eu sempre falo: mais vale um cachorro amigo que um amigo cachorro.
Entendo bem sua tristeza.Já perdi muitos cachorros amigos.

Newton disse...

Piegas nada, meu Amigo...

Até hoje choro a morte repentina da minha Iracema. Grande companheira de minhas caminhadas matinais.

Hoje minha caminhadas são tristes, sem a companhia dela, que se foi em agoto pp.

Aceite meus pezares.

Anônimo disse...

Prezado Dr., não há nada de piegas em vosso sofrimento conheço o momento de dor e sofrimento pelo qual vem passando, já que há seis meses atrás tive de sacrificar( (displasia coxo femural) o meu amigo fiel um Weimaraner de 13 anos, cuja companhia só me deu alegrias e engradecimento de espírito, sinto sua falta até hoje, sei muto bem o que significa vossa perda por isso ficam os meus sinceros pêsames.E para quem não sabe o porqueê do sofrimento pela perda de um animal de estimação deixo uma explicação simplória: todo animal desconhece a diferença entre a nota de R$ 1,00 e uma de R$ 100,00.Feliz Ano Novo para todos.

Anônimo disse...

Já sofri essa dor muitas vezes, Nicolau, Diana, Zulu, Bóris, mas tudo que eles me deram valeu a pena. Hoje tenho o Zig e alguns outros espero ter. Mude de raça, ou não, mas arrume outro companheiro (no bom sentido)logo. Minha solidariedade. Cristina

Anônimo disse...

Já sofri essa dor muitas vezes, Nicolau, Diana, Zulu, Bóris, mas tudo que eles me deram valeu a pena. Hoje tenho o Zig e alguns outros espero ter. Mude de raça, ou não, mas arrume outro companheiro (no bom sentido)logo. Minha solidariedade. Cristina

Armando de Amorim Anache disse...

Afirmo, sem medo de errar, que realmente não há nada de piegas - como já escrito aqui - no post do colega blogueiro e delegado da PF. Na quarta-feira de Cinzas de 2002 (5 de março, se não me engano) perdi aí no Rio, depois de longa batalha numa clínica para cães doentes renais, o nosso querido Clinton. Eu e minha mulher passamos a noite e a madrugada em outra clínica, em Ipanema, para onde ele foi levado, às pressas, passando muito mal depois de sesões de hemodiálise em Botafogo.
Mais recentemente, foi a vez do nosso Celebridade, muito parecido com o Clinton e encontrado nas ruas. Leia em http://aanache.blogspot.com/2005/09/morre-celebridade-o-mascote-do-blog.html , ou escreva "celebridade" no índice de busca interna do meu blog, para ler sobre ambos.
Sempre repito, também, que "quanto mais conheço certos seres humanos, mais admiro os cães." Ou, ainda: "Sabe qual é a diferença entre algumas pessoas humanas e os cães? Dê de comer a um cão. Ele jamais morderá você!"
A dor sentida pelo colega blogueiro,neste momento, eu a conheço, e muito bem. Mas ouvi, de um médico veterinário muito dedicado,ao lado da minha mulher, quando retirávamos o corpo de Clinton da clínica em Ipanema: "Lembrem-se sempre dele quando, em vida, certamente alegrou muito a vida de vocês e da família. Isso é o que vale!"
Abraços daqui deste distante Pantanal Sul, de onde saí, desesperado e no meu carro, para tentar salvar o Clinton aí no Rio (2.000 km de estrada).
Afinal, como escreveu Fernando Pessoa: "Tudo vale a pena, quando a alma não é pequena." Tudo o que fizemos foi pouco, em relação ao que nos foi dado por Clinton e, depois, pelo Celebridade.

Alice disse...

Sinto muito , de verdade :( , mas tenho certeza que BUCK agora faz parte do Jardim de São Francisco .
Amar,respeitar ,querer bem o animal ,tratar bem ,não é ser piegas , mostra a grandeza do ser humano.O que machuca vai ser o vazio , a saudade ...
Fica bem ,se preciso chore , respeite seu luto interior !!!
Bom dia :)

Anônimo disse...

Oi Antonio,
Piegas nada, eu chorei pacas quando perdi a minha gatinha ha uns meses atras, era a minha filhinha.
Boa sorte para vc.
Pri

Anônimo disse...

Bom seria que nós tivessemos 1% do humanismo dos nobres cães!!!

Já chorei muito por eles...

Minha solidariedade em seu pezar!

Anônimo disse...

Entendo sua dor, pois já passei por isso muitas vezes.
A última faz dois meses.
Sempre falo que não quero mais animais, mas sempre aparece algum para alegrar o meu lar.
Já reparei que a maioria das pessoas que não convivem com animais são pessoas duras, parece até que sem sentimentos.
Abraços
Rose

Pata disse...

Antonio

Só hoje, dia 27 de janeiro cheguei aqui no teu blog.
Achei muito legal essa tua demonstração de amor e amizade por um ser que conviveu contigo durante 10 anos.
Fico feliz quando vejo alguém homenagear um cão e ter a coragem de declarar seus sentimentos.

Casualmente li numa revista recente o quanto é importante o relacionamento de crianças com animaizinhos de estimação para uma boa educação. Entre outras coisas interessantes nesse artigo é que o animal estimula a criança a ter sentimentos de respeito e tolerância ao próximo.
Um abraço.

Anônimo disse...

Hj,faz 4 dias q o Pantcho se foi,é com + lagrimas ainda q te dou meus parabéns por demonstrar tanto carinho pelo seu cachorro,ver q tantas outras pessoas são como eu q amava d+ meu cachorro.O Pantcho tinha dez anos tb.Me apeguei nele d+,como se ele fosse realmente uma pessoa da familia,ele teve algumas doenças como,parvovirose,sinomose e até alergia a peixe,mas escapou.Algumas semanas atrás percebemos q ele estava emagrecendo d+,levamos ele até o veterinario q pediu uns exames,ficou constatado q era cancer,tentamos de td até mesmo um remedio q esta em fase de experimento,q deu resultado em alguns animais.Mas não adiantou.Segunda dia 5 de fevereiro às 2:00 da tarde começou o sofrimento dele e o nosso,o cancer já estava no pulmão,ele começou a agonizar,isso durou até as 10:50 da noite,quando eu fui tomar banho e minha irmã pegou no sono,ele morreu.Desculpe se prolonguei a história,mas preciso desabafar de alguma forma.Algumas pessoas acham ruim de ver nosso sofrimento por um animal,mas não é ele o melhor amigo do homem??Ele q te escuta sem resmungar de nd??To sofrendo d+,e não tenho + ninguem pra compartilhar,as pessoas só sabem me dizer "aí para de chorar vc arruma outro"Mas como o Pantcho nunca+.Perdi meu maior companheiro,meu melhor amigo,agora só me resta a saudade pra sempre vou lembrar do "meu fedidinho"q é como eu chamava ele,mas acredito q um dia se Deus quiser vamos nos reencontrar.Muito obrigada pela atenção,por aceitar o meu desabafo.

Aline disse...

Oi... Estou muito triste, pois perdi meu melhor amigo, Lobinho...

Sinto muitas saudades dele, hj fazem 8 dias q ele se foi...

Muita saudade que sinto do meu amigo que hoje não vive mais.
Essa saudade dói demais.
Lembro-me q vc tinha apenas alguns meses de idade quando te conheci...
E você foi crescendo, crescendo, e se tornou adulto.Que susto! Que dor!Você ficou doente..
Eu não entendia..meu melhor amigo estava doente..
Seus olhos lacrimejantes suplicavam-me que fizesse alguma coisa.
Muitas vezes supliquei a Deus...q
ue fizesse alguma coisa...
O veterinário não conseguia resolver o "seu problema e muito menos o "meu".
Como poderia ficar tranqüila diante do seu sofrimento?
Uma injeção perfurou-lhe a veia e sangrou-me o coração.
E mais uma vez meu coração parecia não mais bater,simplesmente me espancava.
Nem minhas lágrimas mais me confortavam..
Mas enquanto a sua saúde saia pela porta,a vida nos escapava pela janela..nos unimos no companheirismo,o respeito, e na compreensão no silêncio.
Fomos atados pela mesma dor.Você se foi e eu me tornei infeliz...

Muitas saudades de ti meu GRANDE AMIGO!!!

Obrigado pela atenção...

Um grande abraço a todos...

Aline disse...

Meu desabafo:

Lobinho...

Como pode um serzinho de 4 patas deixar um enorme vazio???

Ame-te como jamais amei...

Te perdi como esperava... Sem dor com os olhinhos fechados.

Não vi tua despedida. Entrei no quarto a chorar. Quase morri.

Perdi meu amor de 11 anos. Amados e queridos...

Sem traição nem desventura.

Ah como te amo e te amei...

Acho que jamais amarei assim outra vez!

Falavas comigo pelo olhar, tudo entendias, e como...

Carinha bonita, feito com o pincel mais renomado do mundo dos pintores.

Eras perfeito demeis...

Quando dormias, te comtemplavas...

Hoje só tenho o retrato e a lembrança...

Lágrimas correm profundas e amargas porque não tenho mais a ti...

Procuro-te pela casa, não mais estas...

Estas no céu creio eu, com os outro bichinhos...

Lobinho, amor de minha vida... Cachorrinho querido....

Sempre te amarei...