sábado, 16 de dezembro de 2006

TURISTAS II

Na data de ontem publicamos um post sobre uma proposta que circula na WEB de "boicote" ao filme americano TURISTAS, por suposto dano à imagem do Brasil, já retrata um país violento.

Classificamos a proposta de tolice, a uma porque não se deve confundir ficção com realidade, a duas porque nossa realidade é tão ou mais violenta do que a história mostrada no tal filme.

Para exemplificar e fundamentar nossa assertiva, lembramos alguns casos de nossa tenebrosa crônica policial recente que poderiam muito bem servir de roteiro a filmes de horror trash.

Inadvertidamente, usamos mais casos ocorridos em São Paulo do que no Rio de Janeiro e um atento leitor anônimo nos questionou, na área de comentários, sobre a razão da predominância de casos ocorridos em terras bandeirantes.

Não foi nossa intenção estabelecer qualquer idéia de que há mais ou menos violência nesse ou naquele estado.

Acho que esse é um tipo de disputa que não interessa nem a cariocas nem a paulistas!

Pensamos que o mais importante é que cada um faça o que estiver a seu alcance para mudar o atual estado de coisas, esperando que um dia os índices de violência e criminalidade caiam a níveis minimamente toleráveis.

O que não se pode é perder tempo com boicotes ou tentativas de censura a essa ou aquela produção artística, por mais sofrível que seja sua qualidade.

Muito bom seria se pudéssemos assistir a um filme trash como esse TURISTAS, tendo a certeza de que a fantasia ali retratada não tivesse a menor relação com nossa realidade.

Infelizmente, nossa realidade consegue ser pior ou, no mínimo, tão ruim quanto a ficção de TURISTAS!

5 comentários:

Anônimo disse...

Haja vista os casos dos 2 ônibus procedentes do Galeão, sendo um com turistas ingleses e o outro com chineses !

gus disse...

O governo federal manda gente do Naipe de Tati Quebra-Barraco para representar o brasil na Suiça e na Alemanha e agora reclama do filme "Turistas'?
Ah, fala sério!

Gustavo de Almeida disse...

Concordo com o senhor.
A família do português ESFAQUEADO e morto na praia este ano em frente ao Copacabana Palace também boicotaria o filme TURISTAS?

Newton disse...

Penso que o que temos conheciemnto, são aqueles que a mídia noticia, tendo como pando de fundo São Paulo e Rio.

Mas e aqueles que, com certeza, acontecem em MG, ES, BH, MT, MS e outros tantos. Aqueles que "Prá que gastar tempo, a cidae é pequena ".

Ano passado ocorreu um crime bárbaro em minha cidade, e não é nenhuma vilinha do interior do Brasil. Um pai degolou os filhos e esposa, foi preso, levado o CDP, onde outros marginar deram cabo de sua vida.

Nem por isso foi noticiado em rede mundial.

Não asisti ao trailler do filme, mas se o Rayol disse de que se trata, eu apoio sua exibição, afinal só a chamada já esta corretíssima "Num país onde vale tudo... Tudo pode acontecer...!"

Continuo batento na tecla de não dar o peixe, mas ensinar a pescar. Enquanto houve esta bolsa esmola, haverá uma demotivação ao trabalho. Como dizia Gonzaguina

"Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E a vida é trabalho
E sem o seu trabalho
Um homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata"

Conclua ....

Anônimo disse...

Sabe que quando li o roteiro do filme lembrei de um e-mail e de uma postagem sua sobre terroristas no Brasil? Lembra dessa brincadeira que circulou na net onde se dizia que era um relatório da PF? Ave maria, o roteiro é quase idêntico, só muda as personagens.
Sds