sábado, 11 de novembro de 2006

Soltem o ladrão!

Em 07 de outubro passado, publicamos aqui no VOX LIBRE um post sobre o caso de uma aposentada de 67 anos que, cansada de ser assaltada várias vezes pelo mesmo meliante, resolveu sair de casa armada com um revólver!
Ao passear com seu cachorro em uma rua do Flamengo e ser novamente abordada pelo criminoso, a idosa, a pretexto de abrir a bolsa para pegar o dinheiro que o ladrão exigia, a aposentada sacou a arma e acabou acertando um tiro na mão do bandido!
Encerramos o tal post com uma pergunta irônica:
"O que será desse país se os ladrões começarem a ser baleados no regular exercício de sua "profissão"?"
Pois bem, o que era até então uma ironia acabou virando preocupante realidade!
Na última quinta feira, conforme noticiou o jornal O GLOBO, um grupo de "moradores de rua" organizou um protesto no bairro do Flamengo contra a aposentada que atirou contra o ladrão que tentou assaltá-la, Alessandro Cardoso Pareira de 21 anos.
Foi um protesto "corporativo" porque Alessandro também é "morador de rua", além de ladrão nas horas vagas!
O protesto também exigia a imediata libertação de Alessandro, que se encontra preso em virtude da tentativa do roubo em que acabou baleado!
Trata-se de uma grave inversão de valores, onde "colegas" de um ladrão exigem sua libertação, ao mesmo tempo em que se manifestam contra a vítima que se recusou a ser roubada.
Os manifestantes devem ter se sentido estimulados pelos exemplos de ladrões de mais alta hierarquia que costumam ser favorecidos pela impunidade, festejados mesmo e até guindados à condição de líderes populares das hordas tupiniquins cá por estas bandas!
Na mesma edição o jornal O GLOBO trouxe uma vasta matéria sobre "moradores de rua".
Segundo levantamentos efetuados pela secretaria municipal de assistência social do Rio de Janeiro, seriam 1.682 os "moradores de rua".
Pessoalmente, o editor deste VOX LIBRE acha que esse número deve ser maior.
Por toda a cidade, praças e outros logradouros públicos estão cheios de "acampamentos" de "moradores de rua".
Eles vivem em público, satisfazem suas necessidades fisiológicas à vista de todos, praticam sexo, se embriagam e consomem outros tipos de drogas, intimidam e praticam furtos e roubos principalmente contra idosos.
E agora, finalmente, parece que se organizam a ponto de realizar protestos e exigir seus "direitos", inclusive o de roubar impunemente!
Isso é BRASIL!!!

4 comentários:

Mancholas disse...

Hilariante!!! Agora o ladrão é que é o "coitadinho". Parece impossivel. Pobre senhora...É assaltada, e agora a má é ela.Mas infelizmente é normal estas situações. Em Portugal acontece o mesmo.

Newton disse...

Sei que não tem nada haver com o assuntoa, mas...

Será que esse tréco de "POUPANÇA FRATERNA", passa ??

Mestre... Já não ganho nada, ainda ter o pouco que ganho depositado !

Tá dando "MEDA"

http://www.midiasemmascara.com.br/artigo.php?sid=1784

Sérpico disse...

E UMA VERGONHA!

Alice disse...

È o fim dos tempos !!!