quinta-feira, 23 de novembro de 2006

O Estatuto da Criança e do Adolescente!


A prisão do menor assassino e a arma do crime em fotos do jornal O DIA
Na noite de ontem, quarta-feira, em um sinal de trânsito na esquina da Rua General San Martin com a Avenida Afranio de Melo Franco, no bairro do Leblon no Rio de Janeiro, a socialite ANA CRISTINA JOHANPETTER de 62 anos, ex-mulher de GERMANO GERDAU (vice-presidente do Grupo GERDAU), foi assassinada ao volante de seu carro com um tiro na cabeça por assaltantes que usavam uma bicicleta como meio de transporte.
Como costuma acontecer quando a vítima é pessoa de destaque e o caso tem grande repercussão na mídia, a polícia agiu rapidamente com a eficiência que não tem para prevenir crimes como esse.
Hoje, um adolescente de 16 anos foi preso com a arma do crime e confessou o assassinato.
Ele foi detido em casa, em um conjunto residencial de pessoas de baixa renda encravado no Leblon conhecido como "cruzada são sebastião".
O menor estava em liberdade há apenas 19 dias depois de uma temporada "internado" pelo cometimento de outros crimes e até parece que a polícia sabia tudo sobre ele, só não foi capaz de impedir que ele cometesse novos crimes e matasse mais uma pessoa inocente.
Aliás, corrigindo o que foi dito acima, menores de idade não cometem crimes, mas "atos infracionais", segundo o que reza o ECA (Estatuto da Cirança e do Adolescente).
Se é crime ou "ato infracional" é irrelevante para a vítima que é assassinada pelo menor de idade!
Alguém já disse que o tal do ECA é uma lei maravilhosa... para a Suécia ou para a Dinamarca.
Aqui no BRASIL os fatos têm demonstrado que o ECA não está funcionando bem, pelo menos para as vítimas.
O menor que assassinou a socialite, provavelmente, vai ser recolhido a alguma instalação pública de reabilitação de segurança mínima, de onde não vai fugir apenas se não quiser e aí, vai acabar matando novamente.
Às pessoas de bem, resta apenas o recurso de rezar para não encontrar com ele em algum sinal de trânsito da cidade.
E a polícia?
Bem, a polícia continua garantindo que está tudo sob controle...

6 comentários:

LCMarques disse...

Rayol, recebi um e-mail e não sei se é verdadeiro.
Copio e colo aqui para mostrar a essencia do tratamento aos criminosos, sem querer entrar no mérito da legalidade e sim da praticidade.

"Joe Arpaio é o xerife do Condado de Maricopa no Arizona já há bastante tempo e continua sendo re-eleito a cada nova eleição. Saiba por quê:
Ele criou a "cadeia-acampamento", que são várias tendas de lona, cercadas por arame farpado e vigiado por guardas como numa prisão normal.
Em 1994, cortou o café, alegando que além do baixo valor nutritivo, estava protegendo os próprios detentos e os guardas que já haviam sido atacados com café quente por outros detentos, sem falar na economia aos cofres públicos de quase US$ 100,000.00/ano.
Quando os detentos reclamaram, ele respondeu:
- Isto aqui não é hotel 5 estrelas e se vocês não gostam, comportem-se como homens e não voltem mais.
Distribuiu uma série de vídeos religiosos aos prisioneiros e não permite quaisquer outros tipos de vídeo na prisão.
Perguntado se não teria alguns vídeos com o programa do partido democrata para distribuir aos detentos, respondeu que nem se tivesse, pois provavelmente essa era a causa da maioria dos presos ali estarem.
Com a temperatura batendo recordes a cada semana, uma agencia de noticias publicou:
-Com a temperatura atingindo 116 F, (47 C), em Phoenix no Arizona, mais de 2000 detentos na prisão acampamento de Maricopa tiveram permissão de tirar o uniforme da prisão e ficar só de shorts, (cor de rosa), que os detentos recebem do governo.
Na última quarta feira, centenas de detentos estavam recolhidos às barracas, aonde a temperatura chegou a atingir a marca de 138°F, (60°C).
Muitos com toalhas cor de rosa enroladas no pescoço estavam completamente encharcados de suor.
Parece que a gente está dentro de um forno, disse James Zanzot que cumpriu pena nessas tendas por um ano.
Joe Arpaio, o xerife durão que inventou a prisão-acampamento, faz com que os detentos usem uniformes cor-de-rosa e não faz questão alguma de parecer simpático.
Diz ele aos detentos:
- Nossos soldados estão no Iraque onde a temperatura atinge 120°F (50°C), vivem em tendas iguais a vocês, e ainda tem de usar fardamento, botinas, carregar todo o equipamento de soldado e, além de tudo, não cometeram crime algum como vocês, portanto calem a boca e parem de reclamar".

(*) Artigo extraído e traduzido de um documentário da televisão Americana...
Os fatos acima são verídicos e a prisão-acampamento está lá em Maricopa - Arizona.

Newton disse...

Agora eu lhe pergunto:

O que acontece a um seujeito que mete um tapa na cara deste FDP ?

Não sei por que no Brasil existem tantos estatutos, prá que ? É Estatuto da Criança e Adolescente, é Estatuto do Negro, É Estatuto do Pai João..

Oras...

Tá na hora de alguém jogar tudo isto no lixo, da mesma forma que o presidente que "ELES" elegeram jogou a Contituição Federal.

Fora do Assunto: Em viagem ontem, vi um out door do MR8 afirmando que estão voltado para ficar e implantar o socialismo, agora sem ninguém para os atrapalhar.

Não sei o que será deste País de Tolos !

Alice disse...

E ela vai se transformar em um número , mais um dos dados da violência ...menor ...olha o tamanho dele ...
Bom dia :)

Ricardo Rayol disse...

Não conheço nome mais apropriado para essa bizarrice legal - ECA. Diz a lenda que este menor assumiu o crime no lugar do irmão, maior de idade. O que é de se espantar é a velocidade com que o sujeito foi preso. Fato este a ser somado com a recuperação da carga dos sonegadores da DASLU roubadas em São Paulo. Mais um privilégio das classes abastadas.

Anônimo disse...

MATOU TEM QUE MORRER!

PENA DE MORTE JÁ!

gigoga disse...

A polícia prende e a justiça solta, com base em um código penal totalmente fora da realidade. Muitos dos que hoje estão matando pelas ruas, já foram presos e postos em liberdade pela licenciosidade da justiça no Brasil.E parece que não existe nenhuma vontade política para mudar. O povo trabalhador, o contribuínte continuará por muito tempo ainda, como vítima indefesa dos crápulas em liberdade consentida, mesmo sendo assassinos.
Deveriam fazer uma consulta popular para o implemento da pena de morte!