segunda-feira, 27 de novembro de 2006

Depois do "bolsa-esmola", poderemos ter o "bolsa-assalto"!!!

Dizer que a semana que passou na cidade do Rio de Janeiro foi pródiga em casos de violência seria uma redundância.
Todas as semanas na cidade do Rio de Janeiro são pródigas em casos de violência.
Na quarta-feira última (assunto que foi objeto de um post do VOX LIBRE), a "socialite" ANA CRISTINA JOHANPETTER foi assassinada por assaltantes ao volante de seu carro em um sinal de trânsito no Leblon, coração da área mais valorizada da cidade!
Na quinta-feira, mais dois motoristas foram assassinados em seus carros por assaltantes.
Em tiroteios urbanos na cidade, a PM matou nada menos que 9 assaltantes em plena ação e muita gente pode achar que isso vai solucionar o problema.
Na verdade, temos uma verdadeira "fábrica de bandidos" em funcionamento, resultado da incompetência administrativa na gestão da segurança pública e de políticas sociais.
Se a matança de bandidos solucionasse o problema, não teríamos mais assaltos nas grandes cidades pois qualquer pesquisa vai mostrar que é enorme o número de mortos em confronto com a polícia!
Na noite de sábado, por volta das 23:00 horas, 18 turistas ingleses foram assaltados quando acabavam de chegar na cidade, e o assalto ocorreu diante do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, perpetrado por criminosos armados de fuzis que interceptaram o ônibus dos turistas e agiram com extrema tranquilidade saqueando todos os passageiros.
Não é o primeiro caso de turistas assaltados e nem será o último.
Turistas estrangeiros já se tornaram um item do cardápio dos criminosos cariocas que "caçam" impunemente nas ruas da cidade a qualquer hora do dia ou da noite sem qualquer embaraço.
E vejam que só estamos falando dos casos com repercussão na mídia, porque todos os dias pessoas são roubadas e assassinadas em vários pontos do Estado do Rio de Janeiro, e não merecem mais do que tranformação em números de mera figuração estatística.
O jornal O GLOBO da edição de domingo trouxe uma matéria sobre a segurança especial que será implementada durante os Jogos Panamericanos de 2007, que se realizarão na cidade no mês de julho.
A matéria diz que 10.000 policiais serão acrescentados aos efetivos já em uso na cidade, e que pelo visto, não têm sido suficientes!
De onde sairão estes outros 10.000 policiais?
Serão trazidos de outras unidades da federação!
Simplesmente são policiais "estrangeiros" que não conhecem o "teatro de operações" onde irão atuar!
Quem irá cuidar da segurança destes "policiais-turistas"?
Alguém acredita sinceramente que os criminosos que "caçam" suas vítimas diariamente na cidade do Rio de Janeiro, sejam elas brasileiras ou estrangeiras, irão conceder uma trégua durante os Jogos Panamericanos de 2007?
Na mesma edição do jornal O GLOBO, o colunista ELIO GASPARI, que em seu espaço não costuma publicar lorotas, afirma que as licitações de compra de equipamentos para a segurança do PAN 2007 estão todas paradas.
Faltando cerca de 8 meses para o evento os equipamentos ainda precisam ser licitados, comprados, entregues, instalados, para não falar do treinamento daqueles que irão usá-los.
Os Jogos Panamericanos de 2007 do Rio de Janeiro correm o risco de se transformar em um fiasco internacional, mas que nunca será inteiramente inútil.
Sempre poderá servir de exemplo...
Um mau exemplo!!!
De como não se deve organizar um evento dessa envergadura!
O VOX LIBRE tem uma idéia a oferecer!
Quando um desastre ecológico destrói a fauna marinha de determinado lugar tirando o sustento de pescadores profissionais, o governo oferece uma ajuda de custo aos prejudicados, até que o ecossistema se recupere!
Seria algo como um MENSALÃO para bandidos de baixa hierarquia!
Alguma coisa do tipo "bolsa-esmola", só que voltada para os ladrões e assassinos profissionais, cuja ação ninguém parece ser capaz de impedir.
O governo ofereceria um "bolsa-assalto" durante os Jogos Panamericanos de 2007 e, em troca, os assaltantes tirariam uma "folga", não "caçando" ninguém durante o evento esportivo internacional.
Tão logo terminasse o acontecimento, o "bolsa-assalto" seria suspenso, e os criminosos poderiam voltar a agir livremente, como sempre, tirando seu sustento de dentro do bolso das vítimas de rotina!
Como sempre, nossa "segurança pública" continua a ser gerida por oportunistas, arrivistas e famosos "quem?..."

2 comentários:

augusto disse...

Delegado a idéia do bolsa-assalto é realmente boa, mas para ter jogo com a malta não pode ser bolsa-esmola "basicão", essa verba tem que cobrir os gastos com roupas de grife, tênis importado, maconha, pó,whisky du bão com energético e sobrar algum para as cachorras...fora isso eles não irão aceitar, como você bem sabe, com os seus vários lustros de serviço prestado em prol da segurança pública.

Abraço!

Ricardo Rayol disse...

Estou quase apostando que vão fazer o mesmo que na ECO-92... as forças armadas na rua com corredores de transito seguro cobertos por tanques... e depois ficam xingando o tal filme "turistas" que pela quantidade de assasltos a eles no Rio pra mim virou documentário.