terça-feira, 21 de novembro de 2006

As "galinhas-estudantes"!

A criatividade parece não ter limites quando se trata de passar a mão no dinheiro público.
Espertalhões descobriram uma original forma de se apropriar de verbas federais destinadas ao ensino fundamental:
Montavam projetos fajutos de novas escolas e abocanhavam o dinheiro.
Ao realizar uma inspeção de surpresa em alguns dos “projetos educacionais” as autoridades encontraram galinhas em vez de crianças porque o dinheiro foi investido em granjas ao invés de ser aplicado em escolas primárias.
É o golpe das "galinhas-estudantes", no qual criminosos embolsam recursos financeiros que o governo destinou para educação aplicando a verba para seus próprios fins.
Apesar da familiar gatunagem, desta vez não foi aqui que aconteceu, foi no Paquistão!
"Galinhas, televisores, videocassetes, baralhos e gaiolas já foram encontrados no que deveriam ser salas de aula cheias de alunos",
disse à agência Reuters o prefeito da cidade de Hyderabad, Kanwar Naved, na quarta-feira da semana passada.
A polícia vai abrir inquérito e investigar os donos das granjas ilegais.

5 comentários:

Lucas disse...

“FIAT CHAOS ET FACTUS EST CHAOS”

(Faça-se o Caos, e o Caos se Fez)

Cel.Av. Luís Mauro
http://www.reservaer.com.br/

Newton disse...

Aqui o dinheiro é investido em aloprados.

Ricardo Rayol disse...

Das duas uma: Ou o Brasil exportou a idéia ou irá copiá-la em breve... mas acho que já copiou.. não teve um senador da república cuja mulher tinha um ranário ou algo parecido mas que não devia ter?

Lucas disse...

Por Jorge Serrão

Uma revolta de agentes secretos do governo pode revelar novos “segredos” capazes de incomodar muita gente poderosa no governo Lula da Silva, respingando no presidente da República. Os 320 analistas de informação e agentes da Agência Brasileira de Inteligência promovem o maior lobby no Congresso, na Polícia Federal e dentro do ministério da Justiça, para que a Abin não se transforme em um mero “departamento” da Diretoria de Inteligência (DIP) da Polícia Federal. Caso tal proposta, aprovada por Lula, se efetive, os descontentes servidores do setor de inteligência governamental ameaçam “abrir seus arquivos” e “derrubar muita gente”.

Alice disse...

Putz é cada uma ,heim ...
Bom final de semana ,:)