sexta-feira, 20 de outubro de 2006

Dona HELENA MORAES vota em GERALDO ALCKMIN!

O nome dela é HELENA MORAES!
É alagoana, tem 70 anos e é mãe da senadora HELOISA HELENA.
No primeiro turno, obviamente, votou na filha.
Agora no segundo turno declara voto em GERALDO ALCKMIN.
Em entrevista concedida à jornalista Camila Pereira da revista VEJA (seção Holofote da edição 1978), dona HELENA disse que se decepcionou com LULA após uma ilusão que durou 20 anos:
"LULA não terá meu perdão!"
Segundo ela, o que o atual presidente fez foi imperdoável e o “premiou” com adjetivos como “sapo barbudo” e “bandido da luz vermelha”.
Alguns ministros do atual governo foram agraciados com o título de “cabra safado”!
Dizem que dona HELENA MORAES foi convidada e aceitou gravar um depoimento no programa eleitoral do ALCKMIN, mas HELOISA HELENA não deixou.
Uma pena!
Não há a menor dúvida de que um depoimento como esse teria peso no eleitorado nordestino.
HELOISA HELENA liberou seus eleitores para votarem em quem quisessem no segundo turno!
Deveria ter sido coerente liberando a declaração de voto de sua maior eleitora!
Esse enorme favor o “sapo barbudo” vai ficar devendo a HH!

3 comentários:

Hercules disse...

Ingênua a Dona Helena Moraes certamente não é. Ela conhece a fundo a filha que tem e tanto ama. Dona Helena conhece muito bem o Lula e, com certeza, sabe quais as razões para não reelegê-lo.

Em homenagem à Dona Helena Moraes, um acróstico de minha autoria:

O dia que a ingenuidade do povo acabou

O dia que a ingenuidade

De todos os povos deu mostras de acabar,
Implosões de todas as ideologias e partidos

Aconteceram.

Quanta podridão!
Um cheiro insuportável tomou conta
E até os urubus sumiram dos céus.

As águas das nuvens despencaram e

Inundaram por 40 dias o mundo,
Não deixando um só prédio fora d’água.
Grande quantidade de cloro vazou
E desinfetou o mundo recém submerso.
Nos picos e altas montanhas,
Uma imensidão de pessoas
Inconformadas com o extermínio
De 80 % da população mundial.
A fome, a dor e a reflexão coletiva,
Durante esses 40 dias,
Elevaram a razão e a fé,

D ecretando o fim da ingenuidade.
O mundo seria melhor!

Poder, nas mãos de poucos? Nunca mais!
Os nossos votos por bolsas? Nunca mais!
Viagens, malas de dinheiro? Nunca mais!
Os discursos em palanques? Nunca mais!

As águas evaporaram e às nuvens retornaram.
Cada um voltou para a sua casa,
A rotina da vida aos poucos retornou.
Bom? Ótimo é o nosso mundo! Exclamavam.
Organizaram comitês de gestão participativa,
Uns sindicatos, duas inéditas ideologias...

Anônimo disse...

Não consigo entender o que há com essa Heloísa Helena,realmente uma decepção!Primeiro fez uma guerra tremenda contra Lula e no segundo turno ao invés de ajudar a tirá-lo do poder ,simplesmente lava as mãos,dizendo que seus eleitores podem votar em quem quiserem,e agora essa!Proibir sua mãe de expressar sua indignação perante esse governo corrupto e impune!Realmente,fatos como esses só fazem com que a esperança morra a cada dia...esperança de construir um país melhor!A solução éseparar esse país,dividi-lo ao meio e virem-se os nordestinos!

Anônimo disse...

Site C.H.: "O cantor Roberto Carlos teve que ser dissuadido por seu empresário, Dody Sirena, de apoiar publicamente o tucano Geraldo Alckmin para presidente. Sirena não duvida da influência do “rei”, mas teme a patrulha petista."