quarta-feira, 13 de setembro de 2006

Bêbados ao volante!

5 comentários:

rafernandes disse...

Rayol,

Ainda sobre o trânsito, embora não sobre o problema do se dirigir alcoolizado, segue uma observação que fiz, que dá o que pensar.

Acabei de voltar de uma viagem à Europa onde rodei pela Itália, Suíça e França totalizando cerca de 4.500km. Andei por auto-estradas, estradas de pista única e estradinhas municipais. Foram quase 20 dias de viagem: não ví sequer um único acidente. Nem grande, nem pequeno. E as velocidades, principalmente na Itália, elevadíssimas.

Isso me leva à conclusão de que o nosso trânsito assassino é fruto de uma combinação perversa de fatores que vão desde o projeto e execução/manutenção bisonhos de nossas estradas, uma absurda impunidade e uma deseducação total dos motoristas.

baratas disse...

Aqui ensina-se a dirigir com 30 h de curso; enquanto que, na Europa exige-se no mínimo 120 h sob os mais variados climas (chuva, neve). Num acidente com morte é sabido que o réu paga a sociedade uma mera contribuição social (cesta básicas e serviços gerais) e é encaminhado à reciclagem na direção. Distorções que reclamamos somente quando perdemos algum ente.
Falta pulso dos gestores públicos por temer-se a opinião pública /ou forças "ocultas". Até quando?
Saúde e paz!
www.baratas2006.blogspot.com

Anônimo disse...

Recebi o seguinte e-mail;

"O Lula vai fechar o INSS porque é o único orgão que ele não esta conseguindo assaltar com a sua quadrilha petista e acha melhor fechar o orgão"

* Fiquei preocupado e quero se possível saber;
1) Como vai ficar a vida dos funcionários? - Serão transferidos para outros orgãos?
2) Como vai ficar a vida dos aposentados e pensionistas? Quem vai pagar o salário dessa gente?

Carlos ,Pinheiro

Ricardo Rayol disse...

A conclusão do primeiro comentário é perfeita. Some-se também a cultura da "lei que não pega" caso da lei de trânsito e pronto. Soube que na Suiça a monitoração das vias consegue que um infrator seja pego quase imediatamente e paga multa alta por mais banal que tenha sido a infração.

Alice disse...

Infelizmente eu não consigo ver a justiça em casos de trânsito, mesmo se perdendo vidas .
Só consigo ver impunidade para cada lado que eu olho , que tristeza ...