terça-feira, 22 de agosto de 2006

O "caixa d'água" morreu!

"Caixa d'água" era o apelido de Eduardo Viana, presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro há 21 anos.
Sucessivamente reconduzido ao cargo pela maioria dos clubes de futebol do Rio de Janeiro, é óbvio que os dirigentes eleitores deveriam achar que Eduardo Viana era um excelente "cartola".
Por mais inacreditável que pareça, diezem que "caixa d'água" começou sua carreira de dirigente esportivo aos 14 anos de idade e não parou mais, até o dia de ontem.
Eduardo Viana era cardíaco, hipertenso e diabético e ontem à tarde sentiu-se mal durante uma reunião de trabalho.
Socorrido imediatamente e levado ao hospital Quinta D'Or Eduardo Viana não resistiu e morreu por volta das 18:40hs.
Eduardo Viana era o constante alvo do unânime "sarrafo" da imprensa esportiva para quem ele nunca fazia nada certo.
Como não acreditamos que alguém possa estar sempre errado, parece que tem alguma coisa pouco explicada nessa relação entre o "caixa d'água" e os jornalistas esportivos.
De qualquer maneira, não é nosso propósito entrar no mérito das realizações do falecido "cartola" (até porque não conhecíamos referido cidadão), mas apenas chamar a atenção para o comportamento da imprensa em situações como essa.
Agora que o dirigente está morto, o máximo que o noticiário consegue dizer sobre ele é que era uma "figura polêmica".
É o eufemismo que a imprensa usa para um morto, quando quer dizer que se ele ainda estivesse vivo só mereceria menções negativas no noticiário.
Finalmente a imprensa parou de falar mal do "caixa d'água"!

5 comentários:

Anônimo disse...

O indíduo em pauta deveria ser, no mínimo débil mental.
Explico:
Com todas os problemas de saúde que constavam da sua folha corrida, ele ainda insistia em FUMAR !
Uma imagem fala mais que mil palavras

Serpico disse...

O Crime Organizado Carioca esta perdendo um de seus maiores diretores. Pena que antes de morrer não devolveu todo o que roubo.

Elaine disse...

Não me lembro muito das estórias dele, mas, se não estiver errada, o cidadão falecido citado já foi alvo de diversas "insinuações" de negociatas, roubos, "convênios" e etc...Pô, logo quando li a notícia pensei que fosse o Eurico Miranda rsrsr Acho que é tudo igual.
Sds...Elaine

José Alberto Mostardinha disse...

Viva António:

Aquela visita para conhecer as novidades.
Um abraço,


Passa pelos EG.

LCMarques disse...

Ontem ele foi lembrado antes do jogo do Botafogo e Cruzeiro com um minuto de silencio. Foi vaiado pela torcida do Botafogo, muito vaiado.Eu respeito os que se foram e sua família, mas a torcida foi implacável.

"Vida que segue!", já dizia meu ídolo...