domingo, 2 de julho de 2006

Não tem nada a ver com PATRIOTISMO!

Foto EFE - Jornal O DIA
Nosso post de ontem suscitou muitos comentários e alguns visitantes falaram de falta de patriotismo dos brasileiros que “festejaram” a eliminação do time brasileiro de futebol da Copa do Mundo.
Não é nada disso!
Nenhum brasileiro "festejou" a eliminação do BRASIL na Copa do Mundo!
Todo brasileiro gostaria de ver nossa seleção de futebol conquistar o HEXA CAMPEONATO, mas a verdade é que estava muito difícil desde o começo.
Nós tínhamos, e temos, um grande elenco, mas um "time" é outra coisa.
O nosso técnico, PARREIRA, é um sujeito contaminado pela SOBERBA, e seus jogadores também!
Alguns jogadores estrelas, participaram de comerciais em que se diziam OS MELHORES DO MUNDO!
Quando perguntaram a PARREIRA (antes do jogo contra a FRANÇA), se ele ia executar alguma marcação especial sobre o craque francês ZINEDINE ZIDANE, PARREIRA disse que a seleção brasileira não "precisava" exercer marcação individual contra nenhum adversário!
SOBERBA e AUTO SUFICIÊNCIA em excesso.
Como diriam os franceses:
"Imbu de soi-même"
Le vieux (o "velho"), ZIDANE deu uma aula de futebol, distribuiu "lençóis", "dribles" e "passes" e "passeou" em campo!
A questão é que quem assistiu com lucidez e sobriedade os jogos da seleção brasileira nessa Copa do Mundo já tinha percebido que os “canarinhos” não estavam jogando nada e só estavam vencendo seus jogos porque estavam enfrentando seleções sem qualquer tradição no futebol como CROÁCIA, AUSTRÁLIA, JAPÃO e GANA!
O time brasileiro teria sérias dificuldades quando se defrontasse com alguma equipe realmente competitiva e o desastre aconteceu contra a FRANÇA, como poderia ter acontecido contra a ITÁLIA ou contra a ALEMANHA.
O problema é que isso não tem nada a ver com PATRIOTISMO, principalmente quando se fala de um esporte altamente profissional como o futebol.
Os jogadores da seleção brasileira de futebol são profissionais altamente bem remunerados, estão todos milionários e jogam, e vivem, todos fora do Brasil, com exceção de dois, MINEIRO e ROGÉRIO CENI!
Falar que tais atletas são PATRIOTAS porque jogam na seleção brasileira é uma bobagem enorme!
Os jogadores argentinos quando foram eliminados da competição no jogo contra a ALEMANHA, saíram de campo chorando, os brasileiros nem isso conseguiram fazer, saíram de campo preocupados com seus milionários negócios publicitários que podem ser afetados pelo vexame do jogo contra a FRANÇA.
O problema não é perder um jogo, isso faz parte do esporte, o problema é perder de forma apática, andando feito zumbis dentro de campo, ou “abandonando” o jogo para ajeitar o meião como fez ROBERTO CARLOS enquanto o francês HENRY corria sozinho para marcar o gol da vitória de seu time!
ROBERTO CARLOS é aquele que certa vez disse que seu relógio valia o preço de um apartamento, quando muitos brasileiros moram em barracos à beira de esgotos à céu aberto.
Os mesmos brasileiros que choraram porque ROBERTO CARLOS parou para ajeitar o meião da NIKE!
Definitivamente PATRIOTISMO não tem nada a ver com isso.
Os torcedores humildes que sofreram com a derrota brasileira podem até ser patriotas, mas os milionários grandes astros internacionais da seleção brasileira não são patriotas.
São apenas atletas muito bem pagos que vivem muito longe da realidade brasileira, que na derrota diante dos franceses não mostraram inspiração nem transpiração!
Talvez fossem patriotas os jogadores das seleções brasileiras de 1958, 1962 e 1970, quando os jogadores tinham amor à camisa e não conseguiam ganhar dinheiro suficiente para garantir uma aposentadoria tranqüila.
São patriotas ainda os atletas de esportes amadores que precisam trabalhar para viver e treinam nas horas vagas.
Quando precisam viajar para representar o Brasil em competições internacionais têm que mendigar patrocínios que mal pagam as despesas de inscrições, passagens e alimentação.
Não conseguem ganhar dinheiro com o esporte e se dedicam a ele apenas por amor.
Conheço alguns atletas amadores que contam apenas com o PAItrocinador!
A Copa do Mundo é muito boa para o comércio, é grande o faturamento com a venda de bandeiras, cornetas, camisas, fogos de artifício et coetera...
O futebol profissional não tem nada a ver com PATRIOTISMO, mas tudo a ver com DINHEIRO, é só isso e nada mais!
É uma pena que o BRASIL só se cubra de verde e amarelo em épocas de COPA DO MUNDO.
Quanto aos jogadores de nossa seleção de futebol... vestiriam até camisas vermelhas se a NIKE mandasse e pagasse (como sempre, muito bem) por isso!

6 comentários:

Elaine disse...

Perfeito o texto.
Bom início de semana!
Sds...Elaine

Brasileiro Feliz Pelo Fracasso de Parreira disse...

Plac, plac, plac!...
Seus dois últimos textos estão impecáveis, contundentes, um pé no saco dos recalcados seguidores do ômi que chegou lá e teima em se reeleger. No país das chuteiras e meias Nike, promessas e mentiras palanqueiras garantem até eleição de presidente...

Estou encafifado. Quando será que pagaram pela assessoria que assessorou o ômi naquele bate-papo via video-conferência com o Parreira? Aquela pergunta sobre a adiposidade que sobejava no Ronaldo foi demais! Graças à tecnologia e à Rede Plin Plin, ficou demonstrou que o ômi, assim como o Pelé, também estava com um mau presságio... O ômi sabia sobejamente que aquela tão comentada adiposidade ainda iria prejudicar o exaustivo trabalho do Parreira, comissão técnica e jogadores da seleção canarinha, digo, seleção galinha (aquela que ciscou, ciscou e foi traçada pelo galo francês...)

Voltando ao sério... o Lula dá um azar danado. Não é à toa que todos os antigos amigos do ômi, aqueles que aparecem amarelecidas e mofadas fotos dos tempos das lutas sindicalistas e da fundação do PT, já eram... estão no ostracismo, muito deles pobres e desiludidos...

Augusto disse...

Eu gostaria muito que o Brasil fosse hexa, mas jogando daquele jeito até que demos muita sorte de pegar umas galinhas mortas antes da França. Até o momento a melhor partida do Brasil na copa foi mesmo a partida deles para o aeroporto de Frankfurt. Um time onde metade deles querem estabelecer recordes pessoais não chega a lugar algum, talvez eles devessem migrar para o atletismo ou F1. Para ver pessoas fazendo malabarismo com bola vou até o Largo da Carioca, está cheio delas por lá. Óbvio que o Brasil ganhando a copa o néscio ladrão iria tentar colher os louros. BRASIL E FRANÇA têm 13 letras o mesmo número do PT. E quanto ao Roberto C. depois que morreu o Lafont, que Deus o tenha, ele perdeu a alegria de jogar.

Anônimo disse...

Parreira, sempre chegado numa lambidinha no pirulito francês, afirmou, "A hora é de lamber as feridas e de enterrar o defunto com dignidade". O povo, saindo da ressaca, ficou bronqueado e perguntou, "Em qual cemitério, data e hora ele se enterrará junto com Ricardo Teixeira e o Velho Lobo que ninguém engoliu desta vez?"
O povo perguntou ao Lula e ele respondeu, "Não sei, não vi e não escutei nada... Seleção? Que seleção?".
E o gaiato, no meio do tumulto em frente ao hotel alemão, berrou, "Parreira, vá lamber as botas do presidente da Nike!".

Anônimo disse...

E agora o apedeuta ladrão não vai receber os derrotados no palácio,hein?

Novinha de taubaté.

Zeus disse...

A maior falta de patriotismo que tive a oportunidade de saber foi a disseminação da vassoura de bruxa nos cacaueiros da Bahia feito por 5 cinco petistas e um do PDT. Os meliantes causaram prejuízo de mais de uma dezena de bilhões de dólares e desemprego de 200 mil "adorados" trabalhadores na região. O detalhe interessante fica por parte dos cinco petistas que trabalhavam no CEPLAC órgão que deveria proteger a atividade
cacaueira. Os petistas nesse governo foram recompensados com cargos de chefia no ministério da agricultura. Com essa gente no governo o subdesenvolvimento só aumentará.