terça-feira, 6 de junho de 2006

Identificando a CACHORRADA!!!


Isso já foi dito aqui antes e acho que ainda vai ser repetido muitas vezes.
Com os parlamentares que temos, podemos dormir cada vez mais tranqüilos, pois eles vão resolver todos os nossos problemas!
A última iniciativa relevante aconteceu no Rio de Janeiro, onde a Assembléia Legislativa aprovou um projeto de lei do Deputado Estadual PAULO RAMOS (na foto que ilustra este post), que determina que todos os cães deverão ser cadastrados e identificados com um chip eletrônico a ser implantado em cada animal.
A lei ainda precisa ser sancionada pela Governadora Rosinha Garotinho para entrar em vigor!
O projeto não estabelece quem vai arcar com os custos da implantação dos tais chips, se vai ser o Estado (todos os contribuintes), ou se será o dono de cada animal.
A lei também não esclarece o que acontecerá com os milhares de cães de pessoas de comunidades carentes que vivem em favelas, por exemplo, assim se a lei vier a valer, provavelmente só será cumprida por quem quiser.
Trata-se de uma iniciativa "muito importante", face os grandes problemas que os cães causam à sociedade, e o deputado deveria dizer quais são estes problemas e quais deles serão evitados pelos cães chipados.
Os criminosos como sempre, continuarão agindo livremente pois não estarão chipados!
No Brasil há milhares, talvez milhões de cidadãos sem registro civil, o que significa que legalmente não existem.
Quando morrem, geram um problema burocrático para as autoridades pois não podem sequer receber um atestado de óbito e a maioria acaba sendo enterrada como indigente.
Mas o Deputado PAULO RAMOS está preocupado em identificar cachorros!
No Brasil não existe em funcionamento um banco nacional de dados que identifique os bandidos com antecedentes criminais!
Mas o Deputado PAULO RAMOS está preocupado em identificar os cachorros!
Deve ser falta de coisas mais importantes para fazer!
De repente, assim sem mais nem menos, nos damos conta do problema que constitui para nós todos, os cachorros sem identificação!
Desde que tomamos conhecimento de tal importante problema, toda vez que cruzamos na rua com um cachorro vira latas nos perguntamos quem será ele, quais serão suas intenções e propósitos, onde mora, o que come e last but not least, qual será o seu "CPF"!
Quero saber onde poderei comprar um leitor de chips portátil, para que possa identificar todos os cachorros vira latas que encontrar nas ruas.
"Você aí CACHORRO, patas na cabeça, IDENTIFIQUE-SE!!!"

3 comentários:

Augusto disse...

Esse cara deve ser um quadrúpede, merece ser chipado!

LCMarques disse...

Realmente é complicado...
Os donos de animais que hoje atacam, mesmo identificados, não são punidos.
Ciclistas andam pelas calçadas atrapalhando e colocando em risco os pedestres.
Motociclistas se aproveitam da legislação e utilizam o capacete como mascara.
Muita gente vive dirigindo com o celular ao ouvido.
O qeu é feito pelos responsáveis pelo cumprimento da lei?
Nada.
Identificar animais será mais uma forma de alguem arrecadar.

Maria Lúcia Metello disse...

Caro Dr. Rayol,
Tenho lido os seus interessantes artigos sobre as mazelas do Brasil, com os quais concordo, evidentemente!
Mas lamento observar que o senhor "pisou na bola" sobre "chipar a cachorrada"!!!
O que me alenta é saber que o senhor, culto como é, certamente conhece a real intenção de nós, protetores, querermos identificar a "cachorrada" (na prática, identificar os donos da "cachorrada") e ter apenas aproveitado o ensejo para "espetar" mais uma vez aqueles que merecem ser "espetados".
Mas, por favor, não diminua assim de maneira tão chula (afinal de contas, a sua palavra tem peso para a grande massa ignara) uma luta tão difícil quanto a nossa, a Causa Animal no Brasil.
Atenciosamente
Maria Lúcia Metello
Pres. Abrigo dos Bichos
Campo Grande, MS