sábado, 27 de maio de 2006

Um pouco do BRASIL na SUÍÇA!


WEGGIS é uma pequena cidade no centro do território suíço à beira do lago Lucerna.
Não tem mais que três mil habitantes e em sua praça principal apenas dois motoristas de táxi fazem ponto permanente.
O local é procurado por aposentados e pessoas enfermas ou convalescentes em busca de paz e tranquilidade.
A delegacia de polícia local é uma espécie de formalidade legal porque nada acontece que mereça sua atuação.
Pelo menos WEGGIS era assim!
Tudo começou a mudar desde que a seleção brasileira de futebol resolveu se instalar lá em seus últimos preparativos antes da Copa do Mundo na Alemanha!
Milhares de brasileiros invadiram a cidade fazendo aquilo que os brasileiros mais gostam de fazer quando estão no exterior:
PRESEPADAS!!!
Primeiro surgiu um "camelódromo" no entorno do local de treinos da seleção brasileira com barracas vendendo de tudo, caipirinha, feijoada, acarajés e claro, com muita batucada e mulatas passistas de escolas de samba.
No treino da seleção na sexta feira (ontem), aconteceu uma coisa até então inédita em território suíço - invasões de campo -, foram pelo menos cinco os invasores, entre eles, uma "maria chuteira" que atacou o Ronaldinho gaúcho (foto acima).
Mas a coisa ainda não estava completa para WEGGIS sentir o legítimo clima brasileiro.
Um caminhão da NIKE - fornecedora de material esportivo da seleção brasileira - foi arrombado e diversos itens roubados, principalmente camisas oficiais.
A sala de imprensa no Thermoplan Arena (local dos treinos), também foi visitada por amigos do alheio, dois laptops e uma câmera fotográfica foram furtados.
Enfim uma verdadeira EXPO BRASIL em WEGGIS!
E é só o começo!!!

5 comentários:

Anônimo disse...

E depois dizem os "ólogos" que o povo brasileiro é honesto,ordeiro,pacífico e que tais.Só como exemplo:No plano cruzado até pipoqueiro cobrava ágio!

Novinha de Taubaté.

gus disse...

Triste, mas verdadeiro.

E depois se defendem com o discurso "é preconceito contra nóis" disse...

De fato, é triste e verdadeiro. E se não bastassem tantas presepadas, ainda temos que ouvir os “choros” e “revoltas” desses mal-educados brasileiros no exterior - que só sabem apelar para o argumento do “preconceito” dos europeus (e outros) contra “nós”. Aliás, "preconceito" é a defesa fácil e cômoda das minorias e tranqueiras de todo tipo.

"Preconceito" nada mais é que a estatística intuitiva e tabulada ao longo da história a respeito de defeitos de caráter e outras tantas deficiências e más intenções. Na maioria dos casos não se trata de “pré-conceito”, é justamente um conceito formulado pela sabedoria e intuição do povo, e fim de papo!

Andre Senna Duarte disse...

as vezes eu acho que ele num gosta...
abraços
parabéns pelo blog

Augusto disse...

Se conheço bem nossos patrícios, deve haver consenso entre todos eles, que fora do Brasil todos são otários. Apesar de boa parte da nossa grana, paga em escorchantes impostos no Brasil, vai parar lá em Genebra ou Zurique. E aí? Somos ou não somos espertões?
Ainda querem dar mais quatro anos para esse gentalha enriquecer banqueiros suíços... Ô povo "esperto" e infeliz!