segunda-feira, 2 de janeiro de 2006

A execução de Stanley "Tookie" Williams!!!



No último dia 13 de dezembro, por volta das 06:00 horas (hora de Brasília), Stanley "Tookie" Williams de 51 anos, foi executado com uma injeção letal na Penitenciária de San Quentin na Califórnia.
Stanley "Tookie" Williams foi preso em 1979 e condenado à pena de morte em 1981 pelo assassinato de quatro pessoas e nos 25 anos em que ficou preso, esgotou todos os recursos judiciais possíveis no sistema legal norte americano sem conseguir reverter a pena capital que lhe foi imposta.
A alternativa seria a prisão perpétua, possível apenas com o último recurso, o pedido de clemência ao governador da Califórnia, o ator Arnold Schwarzenegger, que em decisão fundamentada, negou o pedido de clemência.
Por causa da decisão, o governador Schwarzenegger vem sendo enxovalhado pelos “politicamente corretos”, que são contra a PENA DE MORTE, ao mesmo tempo em que são a favor do ABORTO, o que é uma contradição incompreensível, pois defendem o direito à vida de assassinos, mas são a favor da execução sumária de seres humanos inocentes pois que sequer nasceram, mas isso é outra discussão!
Stanley "Tookie" Williams fundou a gangue armada THE CRIPS em Los Angeles, que se expandiu para outras cidades da Califórnia e até hoje aterroriza os cidadãos de bem de várias localidades do citado estado norte americano.
Em 1979, durante um assalto a uma loja de conveniências, depois de render o atendente e mandar que ele se deitasse no chão TOOKIE atirou nas suas costas a sangue frio!
No mesmo ano, em outro assalto a uma outra loja, TOOKIE matou um casal de tailandeses e a filha deles com generosidade de tiros.
TOOKIE em liberdade era um “primor” de pessoa, depois de preso, mudou... e muito!
Tornou-se religioso e adotou um BOM COMPORTAMENTO na cadeia!
Passou a escrever livros infantis contra a violência das gangues e com a ajuda de várias ONG’s chegou a ser indicado por seis vezes ao Prêmio Nobel da Paz e da Literatura, não chegando a receber o prêmio em nenhuma das oportunidades.
A estória de Stanley "Tookie" Williams inspirou um filme, que pode ser encontrado nas locadoras sob o título REDENÇÃO, estrelado pelo ator JAMIE FOXX (que interpretou TOOKIE) e inclusive foi um dos 50.000 signatários de um abaixo assinado que pedia que TOOKIE não fosse executado, mas fosse mantido em PRISÃO PERPÉTUA para que continuasse a escrever livros infantis.
Trata-se de uma estória que nós aqui no Brasil, guardadas as devidas proporções, também conhecemos!
Criminosos contumazes e sanguinários que, uma vez encarcerados, tornam-se presos de BOM COMPORTAMENTO!
Não é difícil ter bom comportamento dentro da cadeia, pois são poucas as alternativas.
Também é comum que criminosos cruéis, dentro da cadeia, se transformem em cidadãos religiosos, daqueles que andam com a BÍBLIA debaixo do braço o tempo todo, numa espécie de “fé axilar”, capaz de transformar um assassino impiedoso num CAROLA por pura osmose!
Aqui no Brasil temos um exemplo, entre outros, clássico:
CARLINHOS GORDO que nos seus “bons tempos” em plena atividade chegou a ser considerado o maior ladrão de carros do país, depois de preso, se transformou em um exemplo de BOM COMPORTAMENTO, tornou-se evangélico e era capaz de proferir sermões espirituais que emocionavam multidões!
Quando em liberdade, CARLINHOS GORDO retornou às velhas atividades criminosas e acabou assassinado em uma disputa com bandidos rivais.
É muito fácil ter bom comportamento quando preso!
É como uma fera enjaulada e sem dentes!
A SOCIEDADE está pouco interessada no BOM COMPORTAMENTO de criminosos encarcerados.
O que a SOCIEDADE quer é que todos se comportem bem em liberdade!
Este texto não é um libelo contra ou a favor da PENA DE MORTE, mas pretende apenas que se reflita sobre a questão da verdadeira recuperação dos apenados.
Não é difícil fazer um discurso politicamente correto a favor de criminosos que uma vez presos, se entregam à religião e “nascem de novo!”.
O problema insolúvel é que suas vítimas não têm a mesma oportunidade de “nascer de novo” e, portanto, CONTINUAM BEM MORTAS!

Texto publicado pelo editor deste VOX LIBRE na Seção de OPINIÃO do JORNAL DO BRASIL, à página A10 da edição de ontem, dia primeiro de janeiro de 2006.

10 comentários:

Alice disse...

È ,para refletir bem !!!
Não acredito ,muito nessas mudanças não ,acho que devem ter oportunidade de trabalho,de escola, socialização na prisão,seja lá ,costurando,fazendo carteira , mas trabalhando lá dentro para pagarem " a estadia " enquanto presos , afinal mente vazia oficina do diabo ,quem sabe assim não quebravam , como mostram na tv em rebelião .
Tbm não entendo os americanos , matam que está dentro deles, sem piedade, sem direito a defesa ( aborto ), são estranhos .
Bom dia .

gus disse...

O dia que o primeiro criminoso se converter antes de ser preso e se entregar paracumprir a pena imposta pela Lei eu acredito nesses milagres. Até isso acontecer vou pensar que tudo é falso para sentirmos peninha deles.
-x-
Não consigo sequer comparar pena de morte com aborto em ângulo nenhum, mas, deixemos para outra oportunidade.

Ricardo Rayol disse...

Na minha humilde opinião demoraram muito para matar o cara.

Saramar disse...

Concordo com você. Ninguém pensa nas vítimas, mesmo porque já estão mortas e esquecidas.
Não acredito em recuperação de presos, menos ainda no Brasil. Acredito que, ao contrário, há uma degeneração gradual do encarcerado em vista do ócio forçado que prejudica até as pessoas de bem, imagine os criminosos.

Gusta disse...

Feliz 2007 pq 2006 já é nosso!!!
hehehe...

Gusta disse...

Feliz 2007 pq 2006 já é nosso!!!
hehehe...

Anônimo disse...

Mesmo as sociedades mais ricas e justas, produzem seus assassinos. Em outras, sociedades paupérrimas, vemos pessoas desprovidas de qualquer coisa, trabalhando duro e ganhando pouquíssimo para sobreviver com o mínimo de dignidade,totalmente desassistidas pelo estado, e nem por isso se tornam criminosas. Acho que para determinados criminosos só resta mesmo a PENA DE MORTE, por ser econômica, profilática e por fazer justiça à vítima, que teve sua vida abortada de forma irreversível!

Marcos Vasconcelos disse...

Rayol, muito bem dito. Esse cara teve e abusou do direito de defesa que as vítimas dele não tiverem. Ele as julgou, condenou e executou numa fração de tempo sem a menor apelação. O Estado cumpriu o papel dele.

Parabéns e um feliz 2006.

paulo eduardo disse...

Essa foto não é do Jorge Aragão?

Gustavo de Almeida disse...

Beleza de texto, espero conseguir colocar mais em breve!