quinta-feira, 22 de dezembro de 2005

Casamento GAY!

Depois que uma lei na Grã Bretanha permitiu o casamento de pessoas do mesmo sexo, centenas de "casais" gays se casaram no dia 21 de dezembro, primeiro dia de vigência da citada lei.
A cerimônia mais badalada foi o casamento do cantor e compositor ELTON JOHN com o companheiro com quem vivia há mais de 12 anos.
A festa teve até chuva de arroz!
Não tenho nada contra os gays, pois acredito que cada um faz o que quer de sua vida, desde que não prejudique o direito dos outros, só não consigo entender porque os gays querem tanto se casar.
Acho que sou meio ortodoxo nestas questões, e o problema é que há um abismo semântico impossível de ser ultrapassado:
Segundo qualquer dicionário, casal é um par formado por macho e fêmea, portanto não há casais formados por macho e macho, ou fêmea e fêmea.
Sem pretender agredir ninguém, em termos de relacionamento sexual fico com o modo antiquado:
macho e fêmea.
Antigamente ser gay (ou pederasta como queiram alguns), era algo proibido, escondido, depois passou a ser tolerado e, hoje em dia, parece ser estimulado.
Gays são celebridades em razão de serem gays.
Antes que se torne obrigatório, parem o mundo que eu quero descer!
Acho que vai chegar o dia em que os heterosexuais se reunirão em sociedades secretas e se reconhecerão por sinais só conhecidos por eles, para evitar perseguições!
Se antes disso não chegar o asteróide APOPHIS, com nome inspirado no deus egípcio da destruição e da purificação.
Quanta bobagem!
Que falta de assunto!!!

9 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho engraçado os "modernos" casais gays querendo embarcar em uma condição antiqüíssima como o casamento. E digo casamento o processo cerimonial. Nem entro no mérito de formalizar a união para fins legais, é o aspecto "véu-e-grinalda" da coisa que me espanta...

MV

Augusto disse...

O sindicato das baitôlas é fortíssimo.É só prestar atenção na mídia principalmente as novelas, todas elas têm em seus enredos casos gays para influenciar jovens a favor dos gays, ou se preferirem assumirem a perobagem o mais cedo possível.Isso é desastroso.A revista VEJA desta semana enaltece a sem vergonhisse.Quanto aos direitos de herança, pensões... já acho que devem ser reconhecidos como legítimos, pois a Constituição preconiza que todos somos iguais, ninguém tem culpa de ter nascido uma aberração da natureza.Desculpem-me os boiólas de plantão.

Elaine disse...

Caraca Augusto vc pegou pesado! (rs)
Concordo com o delegado não há nada mais perfeito do que o macho e a fêmea. Tenho amigos gays, e pior, conheço um casal gay que namora há dois anos. Direitinho, como um casal. Se chamam de "mor" e tudo!!(rsrs) E eu aqui sózinha!!!hahahah Puts, nós mulheres estamos ferradas!
Enfim, cada um com seu cada um, mas não há nada melhor - pelo menos para mim - do que o cheiro do macho em minha pele.
Um Feliz natal para o amigo blogueiro e sua família!
Muita Saúde, Paz, Alegria, Amor e acima de tudo muita fé de que 2006 será um ano glorioso onde a justiça se fará presente em todos os sentidos!
Sds...Elaine Paiva

Anônimo disse...

Seus facistas deixem os gays em paz!

Augusto disse...

Cara Elaine, o delegado pegou bem mais pesado que eu.Em seu texto, ele usou de sutilezas para dizer o que pensa.Na verdade, usei palavras de uso popular que dão ao meu comentário tom um pouco mais rude.

Anônimo disse...

Este negócio de viadagem já está cansando.
É ONG de viados, é novela glamurizando viados, é viado no governo (vide o ministro da Justiça, um tremendo viadão).
CHEGA DE VIADAGEM.
QUEM QUISER DAR A BUNDA QUE DÊ, MAS PRA QUÊ PROPAGANDA DE VIADAGEM?
Não gosto de VIADOS sim, e daí?
Juvenal Mendes.

LCMarques disse...

Vixe, tem santa incomodada no pedaço... Prá que a grosseria?

O problema é que querem ridicularizar a instituição festiva do casamento. Porque não criam um ritual próprio para celebrar suas festas? Precisa agredir a sociedade? Foi criada a maior polêmica sobre um tal beijo gay que teria na novela e por não ter, ameaçaram fazer "beijaços públicos", passeatas e outras coisas mais. E depois não querem que haja preconceitos. Vamos respeitar os costumes e direitos dos outros que não aceitam esse tipo de comportamento. Se tem a sua opção, que a pratique para satisfação própria e não para chamar a atenção, isso prá mim é sem-vergonhice.

Alice disse...

È ,sem querer ofender ninguém ,acho que qto a questão de herança, patrimonio construido junto ,tem que respeitar se viveram juntos , se ralaram juntos para ter .
Essa de casar em igreja ,não acho legal ,tenho meus valores ,mas não é por isso que vou desrespeitar a opção sexual de cada um e muito menos ridicularizar ( Não estou falando que alguém que comentou aqui fez isso !!!) .
Bom dia :)

Anônimo disse...

Eu tenho convicção que casamento gay na Igreja, como pleiteado por eles é só para ridicularizar a cerimômia que é própria de um grupo diferente do deles, os heterossexuais. Sinceramente, não vejo sentido algum nisto senão este. Vão curtir sua "modernidade" e deixem os "caretas" no seu canto.
Enquanto o homossexualismo for opção, fico na minho, mas se passar a ser obrigação, estou fora!!!!

MV