terça-feira, 20 de setembro de 2005

É preciso ser homem de MUITA FÉ mesmo!!!

Também do RICARDO BOECHAT:
MUUUUITA FÉ!!!
O gabinete do ministro da Justiça, Marcio Thomaz Bastos, trabalha com a expecativa de ver elucidado, até sexta-feira, o assalto à Delegacia da Polícia Federal no Rio.
Na direção do órgão, em Brasília, informa-se que um grupo de policiais, já identificados, está sendo considerado suspeito de ter executado o crime.

6 comentários:

Santa disse...

Em diferentes momentos, nos deparamos com limites, fronteiras que se impõe a nossa frente como gigantes. Por vezes enfrentamos, vamos além, por vezes paralisamos ou mesmo recuamos. Diante dessa crise, há um sentimento de traição...É, se alguém foi traído nessa história toda fomos nós e não eles...

Blogo da Santa disse...

Agora o desabafo de uma Santa...rs.

Estou des-crédula! Sempre que algo impactante acontece ou ameça acontecer com o PT/Governo, algo acontece para mudar o foco: esse não é o primeiro assalto, com grandes volumes de $$$ (é só conferir na Imprensa recente), também as prisões pirotécnicas (confira as coincidências na Imprensa recente), também a prisão de Maluf (que poderia ter acontecido há mais de dois anos e não foi - pelo contrário, foi convidado a aliado da campanha de Marta), é só conferir na Imprensa recente e agora, com severinos (tb alinhado do governo), 0 caso morte de Celso na CPI, o banqueiro Mor, a queda de Lula nas pesquisas, depoimento de doleiros, tudo, todos envolvem o fracasso petista/lulista...E, então assaltam a Polícia federal(???) É só conferir na história recente... http://blogdasanta.blogspot.com/

Nariz Gelado disse...

Olha só:
Acho que a Elaine, nuns três posts abaixo, fez um comentário assustador mas pertinente.

:-/

Anônimo disse...

E o pior destes acobertamentos é que eles não são privilégio nosso. Veja a história da chuva de aviões nos EUA - tá cheia de furos!

O papel da imprensa nacional (sabem qual grupo me refiro) é o que tem de mais podre nesta história, servindo para corroborar com estas enganações.

MV

Augusto disse...

A corrupção é mal que atinge todos órgãos públicos da república, à luz do nosso Direito Administrativo, mais especificamente sob a ótica da hierarquia todos eles: os independentes, os autônomos, os superiores e os subalternos, sejam eles federais ,estaduais ou municipais estão corroídos pela praga da corrupção.Agentes públicos sejam eles agentes políticos, agentes administrativos ou membros de poder todos já foram pivôs de casos fartamente noticiados pela imprensa com envolvimento em esquemas de pagamento de propina, peculato , corrupção passiva, concussão e diversos outros.
É difícil um país dar certo com tal desvio de condutas, o exemplo deve vir de cima, se agentes políticos não dão o exemplo na direção dos órgãos independentes (ex:Pres.da República, Câmara dos Deputados) e autônomos(ex:Ministérios) fica difícil os demais que estão abaixo assimilar que o serviço público deve ser eficiente, sempre pautado pela moralidade administrativa. Trocando em miúdos , os de cima roubam à saciedade e quando os de baixo tem chance de fazer o mesmo , o fazem.
Esse dinheiro que sumiu da PF, pela Lei 6368/76 (entorpecentes) no seu art.34 e seus § é clara, que se restar provado que o dinheiro, bens móveis , bens imóveis, bens semoventes foram adquiridos de maneira ilícita, através do tráfico de entorpecentes, são da União, ou seja do sofrido povo brasileiro.O dinheiro arrecadado, em tese, serviria para o combate ao tráfico, para tratamento de viciados nos estados e outras providências pertinentes ao assunto. O fato é que se o servidor público não tem a honestidade como fator que norteia sua vida decerto irão ocorrer fatos tristes como esse.Porque os exemplos de cima não são edificantes.Espero sinceramente que peguem os culpados para que inocentes não virem anátemas , sempre sendo lembrados pelo opróbio causado por marginais.

Agora uma pergunta que não quer calar. Foi apresentado o bucho e onde foi parar o filet mignon?

paulo eduardo disse...

Meus Deus, veja a mentalidade do Dr. Paulo Lacerda... para eles todos os suspeitos (policiais ou não!) devem ser tratados como bandidos...

Onde fica a tal da presunção de Inocência?