segunda-feira, 12 de setembro de 2005

O que você prefere?

Muito bem disse a leitora HELENA em comentário ao post FATURANDO EM CIMA!.
O que é preferível?
PAULO MALUF prêso?
Considerando que, provavelmente, não ficará muito tempo atrás das grades!
Ou as centenas de milhões de dólares, que teriam sido desviados, repatriados!!!
O VOX LIBRE pergunta:
O quê essa dinheirama seria capaz de fazer aplicada em saúde e educação, por exemplo?

7 comentários:

Anônimo disse...

Your blog is creative Keep up the great work. I'm sure you'd be interested in How to buy & sell everything, like music on interest free credit; pay whenever you want.

Elaine disse...

Eu não consigo entender porque não se consegue trazer esse dinheiro de volta. É impressionante a lerdeza da Justiça Brasileira.
Delegado eu não sei o quanto se pode beneficiar na saúde e educação, o sei é que muito poderá se fazer, caso o dinheiro um dia retornar ao Brasil. O problema é saber se quem estiver na prefeitura de São Paulo vai dar um fim lícito a essa dinheirama toda!
Só Jesuis!

Anônimo disse...

Dá para fazer muita coisa. Dá para abrir umas 100 microempresas e empregar umas 1000 pessoas, para começar. Dá para reformar dezenas de hospitais e empregar outras dezenas de médicos. Dá para investir em saneamento básico e construir muitas escolas.
Dá para começar a mudar um país, se estes crápulas forem realmente punidos...

Marcos Vinícius

Ricardo Rayol disse...

Se pra julgar já é de uma lentidão exasperante imagina repatriar essa grana. Fora que alguém vai querer comissão por isso.

Fernanda Meirelles disse...

Rayol,

Meu filho Rodrigo repete suas palavras toda vez que ouve falar nos escândalos que vêm sendo descobertos. O melhor de tudo, realmente, seria ter de volta o nosso dinheiro roubado. E por falar nisso, alguém viu o Genoíno por aí?
Grande abraço!!

Claudia disse...

O problema maior é a memória curta da mídia principalmente... Já pesquisei e e não acho o que aconteceu com o dinheiro do TST de SP, por exemplo. Deve estar no mesmo lugar pra'onde vai esse nosso din-din malufiano. Triste, muito triste!

forny disse...

Mas quem disse que a conjunção tem que ser alternativa. Tem que ser aditiva.
abs