quinta-feira, 25 de agosto de 2005

UCHO HADDAD ou EVALDO HADDAD FENERICH!

Alguns comentários de amigos freqüentadores do VOX LIBRE abordaram um texto escrito contra UCHO HADDAD.
Conheço pessoalmente UCHO HADDAD, mas não sei se posso dizer que sou amigo dele, não sei se ele autoriza tal intimidade!
UCHO HADDAD, como sabem todos os que freqüentam o
www.ucho.info ataca sem dó nem piedade gente poderosa, e por isso, coleciona inimigos, é natural, isso acontece com muitos jornalistas independentes.
Seu sítio de notícias é um dos mais acessados da rede e volta e meia, é tirado do “ar” como está acontecendo no presente momento, mas UCHO sempre volta, e cada vez com mais visitações.
Algumas redes de computadores de órgãos públicos, como a do Ministério da Saúde, bloquearam o acesso ao sítio do UCHO.
Isso é sintomático!
Da mesma forma a rede interna de computadores do Departamento de Polícia Federal bloqueou o acesso a BLOGS, por coincidência, depois da criação deste VOX LIBRE.
Por causa de sua caneta impiedosa UCHO responde a processos judiciais, ele está proibido, por exemplo, de mencionar o nome de DANIEL DANTAS, o polêmico banqueiro dono do banco de investimentos OPPORTUNITY.
UCHO não é formado em jornalismo como muita gente que trabalha na mídia também não é, e a Constituição garante a liberdade de expressão a TODO MUNDO!
UCHO HADDAD é um pseudônimo, e daí?
Muita gente usa pseudônimos: XUXA, PELÉ, STANISLAW PONTE PRETA, GAROTINHO, ROSINHA, MÃO SANTA, LULA, XITÃOZINHO, XORORÓ, LIMA DUARTE, FERNANDA MONTENEGRO, FAUSTÃO, RUBINHO, TUTTY VASQUES, FEITICEIRA, TIAZINHA, DUDA MENDONÇA, MARILYN MONROE, são apenas alguns exemplos de apelidos famosos, e daí?
No começo deste ano UCHO HADDAD sofreu outro ataque de jornalista cujo nome não me lembro agora.
UCHO HADDAD nada escreveu em sua defesa.
Não foi preciso!
JOSÉ NEUMANNE PINTO, IPOJUCA PONTES, CLAUDIO JULIO TOGNOLLI entre outros nomes conhecidos na mídia, escreveram em sua defesa.
Estou tentando resgatar os textos para colocá-los no VOX LIBRE!
Estive pessoalmente com UCHO HADDAD em duas oportunidades: no Rio de Janeiro e em Brasília, na Câmara dos Deputados.
Na primeira vez que o encontrei, como UCHO sabia de minha condição de policial federal, achou por bem me contar a estória de sua vida, de seus processos e de sua prisão.
Sim, UCHO HADDAD esteve preso em uma delegacia paulistana por cerca de 30 dias, foi condenado à revelia enquanto estava internado em uma clínica nos EUA se tratando de um câncer linfático.
UCHO foi condenado em um processo por apropriação indébita (se não me falha a memória), processo este, entre outros, que lhe foi movido por uma ex-mulher, de quem se separou (não é nem preciso dizer), de forma muito litigiosa!
UCHO HADDAD certamente não é um anjo, mas também não é um demônio!
UCHO HADDAD não deve nada à justiça e é um homem livre!
Defendo aqui UCHO HADDAD, sem ter procuração do mesmo para fazê-lo, porque sigo o mais básico ensinamento cristão de que não que devemos fazer com os outros aquilo que não queremos que façam conosco!
Eu também certamente tenho desafetos, aliás não poderia ser diferente depois de quase 30 anos de atividade policial, se eu não os tivesse, algo de muito errado haveria no desempenho de minha atividade profissional.
O senhor DUDA MENDONÇA, por exemplo, não gosta de mim!
Eu o "meti em cana" quando ele preferia que eu o "liberasse" depois da tradiconal carteirada, do tipo: "sabe com quem está falando?"
DUDA se apresentou a mim como assessor do presidente LULA e dizendo que ia telefonar para o Ministro da Justiça, MÁRCIO THOMAZ BASTOS!
Ele telefonou mesmo, não só para o ministro da justiça, como também para JOSÉ DIRCEU, para o diretor geral da polícia federal PAULO LACERDA, enfim para Deus e o mundo, até para o próprio presidente LULA.
Mas foi preso assim mesmo.
Coisas da vida!

4 comentários:

luciano disse...

Espero que seja muito rápida essa intervenção. O ucho é muito importante nesses tempos absurdos.

Gustavo Dainezi disse...

Esse post ficou melhor que a entrevista do palocci! heheh é verdade, todos temos desafetos que não podem ver a mínima chance de, com meias verdades, denegrir nossa imagem... E a respeito da vovó, ela devia ser recompensada, devia ganhar medalhas e títulos e ser recebida pelo... hum... pelo presidente não dá, ia pegar mal pra ela... mas devia... ser recebida... POR ALGUÉM! Ou então podia virar secretária de segurança do Estado, já pensou?! hehehe

Ricardo Rayol disse...

Explicatum est

Alice disse...

coisas da vida ...