domingo, 17 de julho de 2005

O roto rindo do esfarrapado!

FLAMENGO 1 x 0 VASCO
No jogo dos desesperados, ambos na zona de rebaixamento, a foto ao lado mostra jogadores do FLAMENGO comemorando como se tivessem conquistado um campeonato.
Nunca antes falamos de futebol no VOX LIBRE, por pura desilusão!
Parei de ir ao MARACANÃ quando o ZICO foi vendido para o UDINESE e aquele timaço que ganhou a copa TOYOTA em 1981 acabou!
Naqueles tempos, os torcedores sabiam de cor a escalação de seus times. Mudar de clube era algo excepcional na carreira de um jogador, hoje é rotina, um jogador muda de clube várias vezes em uma temporada e, a cada vez "beija" a nova camisa com sinceridade religiosa!
Não há mais amor ao clube, só há amor ao dinheiro!
Como disse o filósofo VAMPETA, quando jogava no FLAMENGO:
"Eu finjo que jogo e eles fingem que me pagam!"
Aquele tempo dos jogadores de futebol que realmente amavam as camisas que vestiam, definitivamente ACABOU e não vai voltar mais!

5 comentários:

Elaine disse...

Futebol e Política é tudo a mesma coisa. Não existe mais amor ao clube e muito menos ideologia. Jogadores mudam de clubes e Políticos de partido pelo mesmo motivo. Dinheiro!
Sds...Botafoguenses!

LCMarques disse...

Hum! Hum! Hum!
Dá-lhe Fogão.

Edu disse...

Prezado Rayol. Sou fiel leitor de seu blog. Como jornalista de São Paulo e Santista de coração, devo dizer que concordo em partes com sua colocação. Ok, o futebol está mesmo um porre. Não há mais emoção, ninguém mais joga por prazer. A molecada que está começando não pensa e fazer milhares de gols, mas sim em ganhar dinheiro e sair com belas mulheres como faz Ronaldo "O Fenômemo" (que sinceramente nunca achei tudo isso). Mas, da maneira como colocou, os clubes parecem merecer esse amor! Sinto muito, com os dirigentes que temos hoje, impossível amar um clube. Vinde a mim e ao vosso reino nada. Esse é o pensamento dos diretores de futebol hoje! Infelizmente, nenhum deles merece o amor de jogador algum. Também creio na falsidade do beijo na camisa. Todos sabemos que basta uma proposta um pouco melhor que o cara sai correndo. Mas ele tem que garantir o leitinho das crianças, não? Enquanto criticamos os jogadores, os dirigentes deitam e rolam - enchem seus cofres. Você tem alguma idéia de onde vai parar o dinheiro que o São Paulo FC ganhou com a libertadores???? Te dou uma chance só. Enfim, só para colocar meu ponto de vista.
Grande abraço e parabéns pelo blog.
Eduardo
http://perolasais.blogspot.com

Ozéas disse...

Até gostaria de dar uma gozada nos vascaínos, mas dessa vez o Fluminense também pegou carona na barca.
Mas não vou aceitar sua profecia, ainda tem a paixão tricolor falando mais alto.

Gustavo de Almeida disse...

Concordo com o santista, precisamos manter o amor ao clube. O problema é que em muitos casos os clubes estão se suicidando, como é o caso do Flamengo de hoje, que tem 18 jogadores com contrato com o mesmo empresário, que os vende a seu bem prazer. E sempre a mesma conversa: "Se não for agora, vai embora no fim do contrato e o clube não ganha nada". Ou seja, o clube investe e tem que vender pelo preço que o empresário achar melhor. Exemplo disso é o caso do próprio Robinho, cujo empresário não quer respeitar o contrato. Assinou que a rescisão era 50 milhões, só sai se pagarem 50 milhões, ora essa!
Quanto ao Flamengo em particular, devo dizer que a saída do Zicão prejudicou muito, mas a lembrança dele permanece. E que time: Raul, Leandro, Mozer, Marinho e Junior; Andrade, Adílio e Zico; Tita, Nunes e Lico.