quarta-feira, 15 de junho de 2005

OPERAÇÃO CEVADA - Não entendi nada, II

Acho que o sub título NÃO ENTENDI NADA!, vai acabar virando série neste BLOG.
Hoje a POLÍCIA FEDERAL, juntamente com a RECEITA FEDERAL deflagrou a OPERAÇÃO CEVADA, com a pretensão de reprimir crimes fiscais supostamente praticados pela cervejaria SCHINCARIOL.
Na verdade nem tolero a SCHIN, prefiro a SKOL, mas segundo disseram os investigadores à imprensa, os crimes fiscais praticados pela SCHINCARIOL, entre os quais o de sonegação fiscal, explicariam o rápido crescimento da empresa no mercado de bebidas no país, incomodando gigantes do setor como a multinacional AMBEV, cujos dirigentes a essa altura dos acontecimentos, devem estar com cãibra facial de tanto rir!
Teria sido talvez uma OPERAÇÃO AMBEV?
Segundo li na imprensa, um advogado de Vitória-ES, de nome BELLINI foi preso como membro da quadrilha SCHIN.
As acusações vão de sonegação fiscal à evasão de divisas, passando por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.
Prometo que em um novo POST vou demonstrar que SONEGAÇÃO FISCAL é incompatível com LAVAGEM DE DINHEIRO!
Segundo os investigadores, o tal advogado conseguiria liminares judiciais para reduzir o ICMS, possibilitando a venda de bebidas a preços mais baixos e, portanto, mais competitivos no estado do Espírito Santo.
Mas ‘péra aí!
O tal advogado conseguia as liminares judiciais onde? Na quitanda da esquina?
Ele falsificava liminares judiciais?
O advogado preso foi exibido algemado à imprensa, segundo a “receita de bolo” de sucesso consagrado pela PF nas mega operações que vão ao ar no horário nobre da TV GLOBO.
Quem concedeu as liminares judiciais?
É direito de qualquer cidadão requerer uma medida liminar à Justiça desde que tenha motivos minimamente razoáveis.
Já conseguir a concessão da liminar é outra estória... vai depender do Juiz!
O advogado foi preso por conseguir liminares judiciais? E cadê o Juiz que concedeu as liminares!
Se as liminares judiciais eram irregulares, o juiz que a concedeu também não estaria envolvido?
Será que vão algemar o juiz também? O IBOPE seria altíssimo! Páreo duro para o folhetim das 8.
Como não sou tão inteligente como minha mãe diz, não estou afirmando nada, só estou perguntando!
E perguntar não ofende.
Como provavelmente não entendi direito o que li, imploro para que alguém me explique!
Como se eu tivesse 6 anos de idade.
Se ainda assim eu não entender, por favor DESENHE!!!
Finalizando: alguém aí têm informações sobre doações de campanha eleitoral de cervejarias?
Só para conferir, nada demais não!

7 comentários:

elaine disse...

como eu também não entendi nada é melhor eu pedir para alguém desenhar e depois eu tento explicar.
Enquanto lia a estória do advogado ia pensando exatatamente no juíz.
Operação AMBEV não, é IMBEV mesmo porque ela já está aliada a um grupo estrangeiro. Li isso num site canadense.
Vou esperar o desenho e depois volto.

elaine disse...

O desenho tá ficando complicado.
No site da cervesia podemos encontrar um informe de Janeiro de 2005 em que a AmBev cresceu em 2004 e a Schincariol caiu?
http://www.cervesia.com.br/news_item.asp?NewsID=34 (Nossa como ela deve estar incomodando)

Agora entendo a Operação AmBev. É briga de cachorro grande.

Como citei antes, a AmBev se uniu a belga Imbev.

Inbev aumentará parcela na Ambev em 500 milhões de euros
A cervejaria belgo-brasileira Inbev, controladora da Companhia de Bebidas das Américas Ambev, anunciou nesta terça-feira um plano de recompra das próprias ações e um aumento na parcela acionária na Ambev. A Inbev é a maior companhia de cerveja do mundo em volume de produção e foi cridada em agosto do ano passado com a associação da Interbrew SA, fabricante das cervejas Beck’s e Stella Artois, com a brasileira AmBev, dona das marcas Brahma, Antarctica e Skol.
http://www.observatoriosocial.org.br/conex/modules.php?name=Banco_de_Noticias&file=mostraregistro®numero=8516&PalavraChave=Ambev

LCMarques disse...

Vou colocar mais uma pedrinha de gelo no meu velho Natu e assistir. Deve vir muita coisa por aí.

elaine disse...

Bem, o desenho não saiu, mas tem algumas ponderações a ser colocada aqui sobre o assunto da prisão do advogado.
Se as Liminares forem verídicas é porque existe alguma brecha na lei para que tal artifício(não sei o termo)seja utilizado pelos advogados. Se for o caso, prenda-se o Juíz, prenda-se o advogado e principalmente os legisladores. Se a prisão do advogado foi baseada por conseguir estas liminares através da lei, feche-se o e o Judiciário e o congresso e deixe que a própria PF, prenda, julgue e condene, já que a lei não vale mais nada.
Eu ainda não li todas as matérias disponíveis sobre o assunto, mas baseada no que foi postado aqui continuo não entendendo a atitude da PF no caso específico do advogado. Sou leiga, mas creio que ela(a instituição) irá precisar de muito mais para mantê-lo preso.

Anônimo disse...

1 ~ 6 de 6 Doações do CPF/CNPJ 60522000000183 (AMBEV)
Fonte: SPCE 2004
Valor Total de Doações:283.000,00
UF Município Partido Nome Número Candidatura Valor
PI TERESINA PMDB xxx xx Prefeito 30.000,00
RN ALEXANDRIA PP xxx xx Prefeito 3.000,00
AM MANAUS PFL xxx xx Prefeito 200.000,00
MG BELO HORIZONTE PT xxx xx Vereador 10.000,00
BA CONCEICAO DO COITE PP xxx xx Prefeito 30.000,00
RN PAU DOS FERROS PMDB xxx xx Prefeito 10.000,00

Mauricio Pires disse...

A cada dia a PF se afirma como força maior de nosso país, mesmo que para isso ela tenha que atropelar nossos direitos.
Mas não era para defender os interesses da Federação? Por que lutar pelo interesse de uma gigantesca empresa que nem nacional é mais? Qual, será o próximo passo? Cuidem-se empresas que incomodam as grandes, vcs serão as próximas!!!

Anônimo disse...

O mais engraçado sobre isto tudo foi a patética liberação da compra da Antarctica pela Brahma alguns anos atrás sob o argumento que isto ajudaria a vender guaraná no exterior!!!! Há, Há, Há. Claramente, era uma atitude anti-competitiva que este país adora. De forma absurda, a operação foi aceita pelo CADE, e elogiada pelos "economistas" nacionalóides imbecis que temos.