terça-feira, 14 de junho de 2005

O ADVOGADO DO TRAFICANTE E O DELEGADO MALUCO

Tempos atrás, escrevi um artigo sob o título que encabeça este post, o qual tratava do paradoxo que consiste em advogados que são remunerados para defender narcotraficantes que não tem nenhuma fonte lícita de renda.
Ou seja, os advogados nestes casos são quase certamente remunerados com dinheiro “sujo” pois que oriundo do tráfico de drogas.
Dinheiro sujo de sangue!
O tal artigo conta inclusive, episódio documentado em que dois advogados foram presos em flagrante, no Rio de Janeiro, ao tentar subornar policiais federais, para que libertassem um criminoso ligado a “Fernandinho Beira Mar”.
Agora, e só agora, recebo uma relevante informação: a de que um dos advogados presos na ocasião acima mencionada, o Dr. Wellington Corrêa da Costa Junior, estaria inscrito como candidato ao concurso público do Ministério Público do Rio de Janeiro, e prestaria uma das provas no dia seguinte ao da sua prisão.
Obviamente ele não fez a prova!
É claro que se tal informe for verdadeiro, em nada denigre a instituição do Ministério Público, mas serve para ilustrar o risco que corre nossa sociedade com a possibilidade de infiltração de prepostos do crime organizado em setores altamente prestigiados e importantes do serviço público.
Quem não tiver nada melhor para fazer e quiser ler o artigo “O ADVOGADO DO TRAFICANTE E O DELEGADO MALUCO”, é só acessar o link abaixo.
http://www.ucho.info/Colunistas/Rayol/advogado_delegado.htm

3 comentários:

LCMarques disse...

Comecei o curso de Direito e uma das primeiras coisas que aprendi é que a função do Advogado é que prevaleça a Justiça e não a vingança.
Não tive a oportunidade de terminar o curso mas a definição ficou. Não sou ingênuo em pensar que as coisas se processam desta forma, os valores materiais são mais fortes e fazem parte do capitalismo então estou livre para falar em prisão perpétua, pena de morte, tudo dentro de padrões capitalistas e justos. Não quero dizer que é olho por olho, não quero todos cegos, quero uma sociedade vivendo harmoniosamente e de forma justa. Vamos diferenciar, existem Advogados e mais advogados. A sociedade deve exigir o que quer.

elaine disse...

Por esses e outros motivos é que declinei do desejo de fazer direito, embora ainda considere uma das carreiras mais bonitas e de maior tesão que existe. Perdendo só para a boa medicina.
Eu ia ser uma advogada pobre. Não aceito esse caso...Não aceito aquele...e etc...Até mesmo na área de Família vc tem que lhe dar com trogloditas e pessoas sem escrúpulos. Não que me falte frieza, mas eu não tenho mesmo é estomago para lhe dar com esses tipos de pessoas.

Ricardo Rayol disse...

Isso se já não estão lá... inumeros exemplos, inumeros exemplos....